01
Sáb., Out.
0 New Articles

Rússia reforça presença em Kharkiv após anúncio de retoma ucraniana

Ucrânia
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

A Rússia anunciou hoje um reforço das forças militares em Kharkiv numa altura em que Kiev quer retomar esta cidade tomada por Moscovo logo no início da ofensiva.
A notícia do reforço militar russo em Kharkiv, no Leste da Ucrânia, foi veiculada pelos meios de comunicação oficiais da Rússia com fotografias de tanques russos, veículos de apoio e artilharia pesada com a conhecida insígnia Z, que marca as

forças às ordens de Vladimir Putin.

Este reforço acontece como consequência das notícias dos avanços das tropas de Kiev nesta região, uma das primeiras tomadas pelos russos, e que está há vários meses sob domínio de Moscovo. As autoridades instaladas pelos russos dão conta de "batalhas ferozes" na região, com as forças ucranianas a terem conquistado a cidade de Balakliya, nos arredores de Kharkiv.

O Presidente Zelensky indicou que as suas forças tinham retomado 100.000 hectares de território, abrangendo cerca de 20 cidades médias.

Já Anthony Blinken, secretário de Estado norte-americano, disse que a invasão da Ucrânia está a ter "um custo enorme" para a Rússia, felicitando Kiev pelos avanços no terreno.

"O número de soldados russos na Ucrânia é enorme e, infelizmente, o Presidente Putin indicou que ele vai continuar a enviar mais soldados: isto tem um custo enorme para a Rússia", declarou Blinken que hoje está em Bruxelas.

Também em Bruxelas, a Comissão Europeia apelou hoje aos Estados-membros e do Espaço Schengen que reexaminem em profundidade os vistos atribuídos a cidadãos russos, declarando que estes vistos podem representar um risco de segurança para os 27.

Já a ONU anunciou hoje que conseguiu documentar mais de 400 detenções arbitrárias e desaparecimentos forçados pelas forças russas na Ucrânia. Há vários meses que o Alto-comissariado para os Direitos do Homem reúne diferentes informações sobre a violações dos direitos dos presos de guerra nesta invasão.

 

 

 

 

 

Fonte:da Redação e da rfi
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus