Russos encontram corpos torturados em Alepo

Encontrados em fossas, corpos teriam sinais de tortura e mutilação

Asia Setentrional e Central
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Os militares russos afirmaram nesta segunda-feira (26) terem encontrado valas comuns na cidade de Alepo, na Síria.Segundo o Ministério da Defesa russo, os corpos foram achados com sinais de tortura. "As tropas russas têm encontrado fossas comuns com

dezenas de sírios que sofreram atrocidades, torturas e massacres".

De acordo com o porta-voz Igor Konashenkov os cadáveres foram mutilados, além de apresentaram sinais de ferimentos de bala.

Recentemente, foi denunciada a existência de mais de 70 fossasn comuns feitas pelo jihadistas do Estado Islâmico (EI) entre o Iraque e a Síria.

Calcula-se que as valas clandestinas contenham entre 5 mil e 15 mil corpos. Outras covas de vítimas das atrocidades ainda devem ser encontradas pelas forças dos governos locais.

Os números apresentam um panorama das ações do grupo, que tenta desde 2014, implementar um califado na região.

 

 

 

 

 

 

Fonte:BAND

Reditado para:Noticias do Stop 2016

Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP