FRONTEIRA DE RESSANO REGISTOU FRACO MOVIMENTO

Maputo
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

A fronteira de Ressano Garcia, distrito de Moamba, província de Maputo, registou este ano, 2016, um movimento fraco de entradas de moçambicanos que vinham ao país para celebrar a Páscoa.

 

De acordo com dados facultados pelas au¬toridades da Fronteira de Ressano Garcia, de 18 a 25 de Março en¬traram no país mais de 49 mil pessoas, destas cerca de 13 mil atravessaram entre quinta e sexta-feira. No ano passado, atravessaram no mesmo perí¬odo, mais de 97 mil cidadãos, para Moçambique.

Acredita-se que o fraco mo¬vimento naquele posto trans¬fronteiriço deve-se ao conflito político militar que se verifi¬ca em alguns pontos do país, sobretudo, na região centro. Maior parte dos cidadãos que entraram no país tinham como destino as cidades de Maputo, Matola e algumas zonas da pro¬víncia de Gaza e Inhambane.

A fronteira esteve a funcio¬nar 24 horas por dia desde o passado dia 18 de Março cor¬rente e foram igualmente mon¬tados 10 postos para flexibili¬zar o processo de atendimento.

 

 

 

Fornecido por:Rm.co.mz 2016 ( Stop.co.mz )

Stopmznews