FUNCIONÁRIOS DO MNEC ACUSADOS DE CORRUPÇÃO

O Gabinete Central de Combate à Corrupção acusou

Maputo
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

O Gabinete Central de Combate à Corrupção acusou, semana passada, dois funcionários do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, incluindo um embaixador, de crime de corrupção e abuso de poder.

 

Um comunicado do Gabinete de Combate à Corrupção explica que na altura dos factos, ocorridos no período compreendido entre 2003 e 2012, os referidos funcionários exerciam as funções de embaixador e adido financeiro e administrativo. 

«Os referidos funcionários apoderaram-se de valores monetários colocados à sua disposição, para efeitos de gestão corrente da missão diplomática onde exerciam funções», lê-se no documento, que omite o nome dos dois funcionários.

Para lograr os seus intentos, os acusados processavam salários de funcionários desvinculados da missão diplomática, incluindo o décimo terceiro vencimento, que não era canalizado aos legítimos beneficiários.

O Estado moçambicano foi prejudicado em cerca de oito milhões de meticais (cerca de 155 mil dólares ao câmbio actual). 

 

 

Fornecido por:Rm 2016 ( Stop.co.mz )

Stopmznews