Polícia da Guarda-Fronteira apreendeu uma mina antitanque

TETE: PRM APREENDE MINA ANTITANQUE NA FRONTEIRA DE CASSACATIZA

Tete
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

A Polícia da Guarda-Fronteira apreendeu, uma mina antitanque, operacional, na posse de três indivíduos, dois moçambicanos e um zambiano, quando tentavam transpor ilegalmente a fronteira de Cassacatiza com a Zâmbia, no distrito de Chifunde, província

de Tete.

A porta-voz da PRM, na província de Tete, Lurdes Ferreira, que confirmou ocorrência deste facto, há dias, disse que foram detidos três cidadãos, indiciados de posse ilegal de material bélico, em conexão com o caso.

Lurdes Ferreira explicou que os implicados neste caso, considerado insólito pelas autoridades policiais, também deverão responder pelo crime de tentativa de violação da fronteira.

“Digo que é um caso insólito, porque em nenhum momento detivemos indivíduos portadores de mina antitanque aqui em Tete, estou a falar de há alguns anos”, anotou a fonte policial.

“Os três cidadãos envolveram a mina antitanque com barro, para as pessoas não descobrirem de quê se tratava. Mas porque a Polícia está preparada, investigou e descobriu que o barro que eles transportavam envolvia uma mina antitanque” explicou.

Presume-se que este material bélico é parte das sobras da guerra dos 16 anos em Moçambique. 

Lurdes Ferreira disse que os cidadãos, ora encarcerados, confessaram que pretendiam transpor a fronteira com destino a Zâmbia, onde um cliente teria manifestado o interesse de comprar uma mina antitanque.

“Estas são as primeiras declarações que a Polícia registou. Mas decorrem ainda as investigações para se apurar a proveniência do material bélico, por quanto pretendiam vender e qual era a finalidade”, acrescentou a interlocutora, sem, revelar a identidade dos indivíduos ora detidos. 

 

 

 

 

 

Fonte:RM

Reditado para:Noticias do Stop 2016