22
Sex., Nov.
0 New Articles

PASSAGEIROS DA JUNTA QUEIXAM-SE DA FALTA DE TRANSPORTE

PASSAGEIROS DA JUNTA QUEIXAM-SE DA FALTA DE TRANSPORTE

Maputo
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Utentes dos transportes semi-colectivos de passageiros queixam-se da insuficiência de veículos no Terminal Rodoviário Interprovincial da Junta, na cidade de Maputo.


Aliado a este facto, os passageiros denunciam a especulação de preços por parte de alguns transportadores naquele Terminal, referindo que alguns casos, os valores são agravados até mais de metade da tarifa normal.
O vice-presidente da Associação Moçambicana dos Transportadores, Paulo Mutisse, garantiu, este sábado, que a circulação de pessoas e bens no Terminal Rodoviário Interprovincial da Junta decorre sem sobressaltos.
“Este ano, graças a Deus, temos além da Associação, temos o INATTER, o Município, a Polícia de Trânsito, o Ministério dos Transportes, temos a Direcção dos Transportes da Cidade, todos esses são inspectores para controlar a especulação de preços. Não é possível, com todas essas entidades entidade que eu enumerei, que haja especulação de preços. Este ano é mais organizado de todos os anos, na história dos transportes de passageiros; temos o teste de álcool, verifica-se o estado físico do motorista, verifica-se a carta do motorista se está devidamente legal ou não, temos esses serviços aqui”, explicou Paulo Mutisse, vice-presidente da Associação Moçambicana dos Transportadores.

 

Fonte:da Redação e Por RM
Reditado para:Noticias do Stop 2017

Stopmznews