Trem oferece jantar passando por pontos turísticos

Ambiente reúne gastronomia e música em passeio pela história da Itália

Família
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Oferecer uma experiência única. Essa é a proposta de trens-restaurantes que circulam pela Itália com a promessa de surpreender os clientes pela gastronomia e pelo turismo. Em Milão, a versão do trem-restaurante é comandada pela empresa "ATMosfera"

, que introduziu pela primeira vez o serviço em 2006 e até hoje leva seus clientes de uma forma diferente aos principais pontos turísticos da cidade.
O passeio, que custa 70 euros - cerca de R$ 256 - por pessoa, dura cerca de 2h30 e serve pratos e vinhos especialmente selecionados. Há três opções de cardápio (carne, peixe ou vegetariano) e o restaurante é comandado por chefes italianos e estrangeiros.
Em entrevista à ANSA, Fabio Mosconi, responsável pelo departamento de Serviços Diversificados do ATMosfera, contou que, "em 2016, foram servidos 15.600 jantares, com uma média de preenchimento de 91% das vagas disponíveis".
Apesar de ser uma atração turística, o passeio atrai mais italianos que estrangeiros. "O público consiste na maior parte de italianos, mas também recebemos clientes do mundo todo e a reserva precisa ser feita on-line", explicou o manager. Para quem procura uma experiência mais exclusiva, é possível alugar os trens para festas privadas e casamentos, que são realizados, segundo Mosconi, uma vez a cada três meses.
O ATMosfera possui dois trens de época restaurados, os quais comportam 24 pessoas e seu ponto de partida fica na via Cantù. O serviço é oferecido todos os dias da semana, com um trem partindo às 20h00 e o outro, às 20h30. Equanto janta, o público aprecia música clássica e atravessa os principais pontos turísticos de Milão.
Roma
Já em Roma, dois trens disponibilizam o serviço de restaurante. Um é o "Tramjazz", uma opção mais romântica, pois uma banda de jazz toca pelo trajeto enquanto o jantar é servido à luz de velas, com pratos típicos da região da Lazio e com vista para o Coliseu. O ingresso custa 70 euros.

O outro é o "Ristotram", que também oferece música ao vivo e menus exclusivos por 60 euros - equivalentes a R$ 220 - por pessoa. O passeio em ambos os trens-restaurantes dura cerca de 3 horas, partindo da praça Porta Maggiore e passando pelos principais pontos turísticos de Roma.

 


Fonte:da Redação e Por Da Ansa
Reditado para:Noticias do Stop 2017
Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP