SESSENTA E QUATRO AUTOMOBILISTAS IMPEDIDOS DE CONDUZIR EM 2018

SESSENTA E QUATRO AUTOMOBILISTAS IMPEDIDOS DE CONDUZIR EM 2018

Sofala
Typography

Pelo menos 64 automobilistas da província de Sofala acabam de ser suspensos no sistema de carta de condução do Instituto Nacional de Transportes Terrestres, INATTER.


Consequentemente foram inibidos de conduzir durante todo este ano, em virtude de terem sido interpelados a violar os semáforos e a conduzir em estado de embriaguez entre 27 de Dezembro de 2017 e 4 de Janeiro de 2018.
O delegado do INATTER em Sofala, Gilberto Mambo, revela que os referidos dados ainda são preliminares. Ele explicou que daquele número, 50 condutores foram surpreendidos pelas autoridades a violarem os semáforos, sobretudo o do Goto, na cidade da Beira, capital de Sofala, enquanto os restantes 14 foram encontrados a conduzir sob efeito de álcool.
Segundo Gilberto Mambo, de um modo geral, os condutores comportaram-se relativamente bem, sobretudo durante a passagem de ano em que apenas 14 deles acusaram positivo aos testes álcool efectuados.
“Os maiores problemas tiveram a ver com a violação dos semáforos, ou seja, passar no vermelho se calhar devido à pressa dos automobilistas que, entretanto, se esqueceram de respeitar os sinais luminosos”, disse Mambo, revelando que a redução verificada em relação a condução sob efeito de álcool se deveu às campanhas de sensibilização que a instituição tem vindo a desenvolver.
“A situação actual da sinistralidade rodoviária configura-se como um problema de saúde pública, facto que nos remete a desencadear um trabalho profundo de aconselhamento aos condutores e à tomada de medidas duras', afirmou Mambo, sublinhando que a sua instituição, em coordenação com Polícia de Trânsito, Administração Nacional de Estradas, Direcção Provincial dos Transportes e Comunicações, ASTROS, ATABE, ACOTRASP, AMMO, AMVIRO e os conselhos municipais, não toleraram casos relacionados com corte de prioridade, excesso de velocidade, cartas incompatíveis de condutores de longo curso, cujos prevaricadores foram sancionados por cada transgressão.
“O INATTER dispõe de dispositivos denominados PDA nos quais constam os nomes de todos os condutores inibidos de conduzir. Estes dispositivos estão aptos para desvendar se o condutor está ou não proibido de dirigir e em caso de descoberta de situações de inibição será passada uma outra multa, desta feita referente à condução ilegal” – explicou..
Acima de 49 por cento de acidentes que se registam em Moçambique têm como principais causas a condução em estado de embriaguez e o excesso de velocidade.

 


Fonte:da Redação e Por RM
Reditado para:Noticias do Stop 2018

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS