24
Qua., Jul.
0 New Articles

ChatGPT: "Nós somos testemunhas de uma revolução que está a acontecer"

Ciência
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

A ferramenta ChatGPT está disponível desde final de 2022 e pode vir a revolucionar a maneira como interagimos com a inteligência artificial, tendo capacidade, por enquanto, de responder às questões mais ou menos complexas, mas com uma grande capacidade de evolução. Para João Gama, professor da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, estamos a viver uma revolução que vai mudar a maneira como estudamos, aprendemos e trabalhamos.


"O que está por trás do ChatGPT é machine learning, ou seja, aprendizagem automática. No caso do ChatGPT é uma aprendizagem em linguagem natural de biliões de documentos. Nesta aprendizagem automática, nós construímos modelos de apoio à tomada de decisão aprendendo a partir de dados", explicou o professor universitário.

Na versão gratuita disponibilizada pela OpenAI, que desenvolveu o ChatGPT, podemos colocar qualquer questão a esta ferramenta - que pode responder em 95 línguas diferentes, incluindo o português - e ela vai 'vasculhar' entre milhares de milhões de documentos na internet, apenas em milisegundos, e gerar a resposta mais apropriada.

Segundo João Gama, desde 2015 que esta tecncologia está a ser desenvolvida e já houve "várias experiências falhadas", mas com esta versão bem sucedida, estamos a assistir a uma "revolução" tecnológica.

"Este é um processo em evolução e nós somos testemunhas de uma revolução que está a acontecer. O que isto trouxe de novo foi a quantidade de informação que foi utilizada para treinar estes modelos, isto requer um esforço computacional muito grande, máquinas muito potentes e hardware sofisticado para fazer isto", relatou João Gama, que integra o o Laboratório de Inteligência Artificial e de Tomada de Decisão da Faculdade de Economia da Universidade do Porto.

 

Para testar esta ferramenta, perguntámos ao ChatGPT se ele aprende e a resposta foi afirmativa.

"Sim, eu sou capaz de aprender e me adaptar com base nas entradas que recebo dos usuários. Durante o meu treino, fui exposto a enormes quantidades de dados em linguagem natural, que me permitiram aprender a reconhecer padrões e relações entre palavras e frases. No entanto, é importante notar que a minha aprendizagem é baseada em reconhecimento de padrões, ou seja, eu aprendo a partir de exemplos e contextos que vi anteriormente durante o meu treino. Isso significa que, se um usuário me apresentar uma entrada que está muito fora do contexto do que vi durante o meu treino, eu posso ter dificuldades em fornecer uma resposta precisa ou relevante. No entanto, a cada dia, a minha capacidade de aprendizagem e adaptação é aprimorada à medida que continuo a interagir com os usuários e recebo mais dados para aprender", escreveu o ChatGPT.

Se o ChatGPT tem a possibilidade de mudar o nosso quotidiano, fazendo progredir a evolução da digitalização das nossas vidas, há limites éticos a ter em conta, até porque esta ferramenta já mostrou ser ineficaz nalguns casos.

"É preciso ter muito cuidado com a utilização do ChatGPT. Eu digo aos meus alunos para consultarem o ChatGPT, mas eles têm de ser muito críticos e analisar criteriosamente os resultados que o ChatGPT professa. Num programa doctoral, pedi aos alunos que consultassem o ChatGPT sobre o tema que queriam investigar e todas as referências não existiam. Estavam sintáticamente bem construídas, tinham autores que são pessoas conehcia sno meio, tinham título, revistas, mas íamos à revista e o artigo não existia", deu como exemplo João Gama.

Quanto à utilização indevida do ChatGPT, como a difusão de fake news, o professor universitário diz que há cada vez mais preocupação na monotorização de como a informação é utilizada, nomeadamente legislação da Comissão Europeia, e que mesmo em Silicon Valley este é um tema que está a causar debate.

 


Fonte:da Redação e da rfi
Reeditado para:Noticias do Stop 2023
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus