02
Sáb., Jul.
0 New Articles

Macky Sall diz a Putin que África é "vítima" do conflito na Ucrânia

Africa
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

O Presidente do Senegal e presidente em exercício da União Africana, Macky Sall, reuniu-se hoje com o homólogo russo, Vladimir Putin, em Sotchi, na Rússia para falar sobre o bloqueio na exportação de cereais que está a afectar fortemente os países africanos. Macky Sall afirmou-se satisfeito com o encontro e disse que Vladimir Putin se mostrou consciente que a crise e as sanções criam sérios problemas às economias frágeis como as economias africanas.

 

Em declarações aos jornalistas, Macky Sall disse que pediu a Vladimir que "perceba" que os países africanos são "vítimas" do conflito na Ucrânia.

"Vimos cá com muita esperança, desejamos não só reforçar as relações bilaterais de cooperação entre a Rússia e África, mas também falar da crise e das respectivas consequências para os nossos países e Estados.

Houve várias votações nas Nações Unidas, a posição de África é conhecida. Não obstante pressões muito fortes a maioria dos países africanos evitou condenar a Rússia, nestas circunstâncias.

Se levarmos em consideração também a Ásia, o Médio Oriente e a América latina podemos dizer que há uma boa parte da humanidade que está muito atenta ao que está a acontecer.

Foi em nome de todas estas esperanças que vim ver o presidente Putin para lhe pedir que tome consciência do facto de que os nossos países, mesmo se afastados geograficamente do teatro das operações, são vítimas desta crise no plano económico."

De notar que a ofensiva russa na Ucrânia levou a um aumento nos preços dos cereais e do petróleo.

Os cereais estão bloqueados nos portos da Ucrânia, que era o quarto exportador mundial de milho, enquanto as exportações russas de grãos estão em grande parte bloqueadas por causa de sanções ocidentais contra a invasão da Ucrânia.

À saída do encontro Macky Sall mostrou-se “muito tranquilo e muito satisfeito com os nossos intercâmbios", acrescentando que o presidente russo se mostrou “empenhado e consciente de que a crise e as sanções estão a criar graves problemas às economias fracas”.

Os países africanos importaram 44% do seu trigo da Rússia e da Ucrânia, entre 2018 e 2020, segundo os dados das Nações Unidas, e os preços do trigo subiram cerca de 45% como resultado da ruptura de abastecimento, de acordo com o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD).

 

 

 

 

Fonte:da Redação e da rfi
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus
Stopmznews