04
Sáb., Dez.
24 New Articles

AirPods podem vir a contribuir para a saúde do utilizador

AirPods podem vir a contribuir para a saúde do utilizador

Tecnologia
Tools
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Parece que a Apple pretende inserir funcionalidades no AirPods para que possam com proporcionar maior bem-estar aos seus utilizadores. A gigante tecnológica, neste momento, já não quer apenas que os seus AirPods sejam destinadas a reproduzir música ou para fazer ligações. Segundo é avançado pelo Wall Street Journal a empresa quer adicionar novas funcionalidades relacionadas com a saúde, e para isso, estará, também, conectado com o Apple Watch.

De acordo com “pessoas familiarizadas com os planos da Apple” que conversaram com a publicação Wall Street Journal , a Apple está atualmente a estudar o potencial dos AirPods para assumir um papel de destaque no que diz respeito à monitorização da saúde e da forma física do seu utilizador. Embora não se espere que os novos recursos estejam disponíveis até o próximo ano (de momento ainda não se sabe se passarão na fase de testes), as três funções principais que a Apple está a avaliar estão relacionada com o uso de AirPods para verificar a temperatura, monitorizar a sua postura e transformarem-se numa espécie de aparelho auditivo.
Os dois primeiros recursos são relativamente simples, pois a Apple pode utilizar tecnologia já existente e integrada aos AirPods atuais para rastrear com mais precisão a postura e a posição corporal do utilizadores. Com a introdução de novos sensores de temperatura seria relativamente simples obter leituras precisas da temperatura corporal a partir da temperatura registados na região da orelha.
O principal desafio reside em obter a certificação dos AirPods como aparelhos auditivos adequados, já que os regulamentos atuais dos Estados Unidos exigem que aparelhos auditivos com aprovação médica sejam vendidos por especialistas em audição licenciados, embora, no futuro, possa haver legislação que possa amenizar essas restrições e entrar em vigor no próximo dia ano.
Outro entrave prende-se com o facto de, atualmente, a duração da bateria dos AirPods ser de cerca de cinco horas, ou seja, é improvável que dispositivos futuros forneçam um tipo de bateria que dure o dia todo, para corresponder às reais necessidades de quem tem perda auditiva.


Fonte:da Redação e da maistecnologia
Reeditado para:Noticias do Stop 2021
Receba diariamente o STOP em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para +258 827606348 para receber notícias diariamente em seu celular
Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP/Estadão

Stopmznews