PRAGA DE RATOS DEVASTA EXTENSAS ÁREAS AGRÍCOLAS

Praga de ratos destrói extensas áreas agrícolas de gergelim e feijão bóer, no distrito de Mutarara, em Tete.

Tete
Typography

Em consequência, há famílias camponesas que se encontraram, neste momento, em dependência alimentar.A situação e mais gritante no posto administrativo de Inhangoma, onde os produtores perderam grande parte da sua produção devido aos ratos

que estão a deitar abaixo o esforço dos camponeses.
Os Serviços Distritais das Actividades Económicas de Mutarara confirmam a ocorrência desta praga e os resultados negativos que está a causar.
Para isso, já foi enviada uma equipa de especialistas para calcular as áreas destruídas.
Produtores ouvidos pela Rádio Moçambique afirmam-se desesperados, pois segundo as suas palavras, não é apenas o gergelim e feijão-bóer que estão a ser destruídos, mas também, o milho a mandioca e a batata-doce, culturas apostadas nesta segunda época.
O substituto do Director das Actividades Económicas de Mutarara, Adérito Caminyú, afirmou não existir pesticidas no distrito para combater a praga, mas explicou que os produtores podem travar este fenómeno pessoalmente.
“ É praga de ratos, que pode ser controlada pelas armadilhas de ferro. Temos armadilhas que cavando a terra e pôr grãos de milho e com folhas muito leves, o rato quando for aparecer lá, ele acaba caindo na cova. Antes é preciso pôr água e ele fica molhado e fica lá” , explicou Adérito Caminyú.

 


Fonte:da Redação e Por RM
Reditado para:Noticias do Stop 2017

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS