25
Sáb., maio
0 New Articles

Eleições antecipadas a 10 de Março geram incerteza sobre possível vencedor

Europe
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

O Presidente português Marcelo Rebelo de Sousa anunciou que as eleições legislativas antecipadas vão acontecer a 10 de Março, um prazo considerado "desmesurado" para o professor catedrático André Freire, numa altura em que as sondagens não conseguem prever o que se passará daqui a quatro meses.


O Presidente português Marcelo Rebelo de Sousa anunciou na noite de quinta-feira que perante a demissão do primeiro-ministro, alegadamente envolvido em vários casos de corrupção, optava pela dissolução da Assembleia da República e convocação de eleições legislativas para o dia 10 de Março.

André Freire, professor Catedrático em Ciência Política do Iscte - Instituto Universitário de Lisboa, disse em entrevista à RFI que este era o cenário expectável, dizendo, no entanto, que país corre o risco de ficar em standby com eleições apenas daqui a quatro meses.

"Atirar as eleições para 10 de Março é um prazo desmesurado até porque a Constituição prevê que após o decreto de dissolução, logo a seguir a 29 de Novembro, logo após o Orçamento do Estado que traz algumas medidas importantes para as pessoas como o aumento dos salários - e quem vier a seguir pode fazer um orçamento rectificativo - o Presidente tinha 60 dias, o que dava final de Janeiro, agora quatro meses, é muito. O país vai ficar em standby", alertou o académico.

Até 10 de Março, é difícil fazer previsões sobre um possível vencedor, já que o cenário político pode mudar, especialmente com a nova liderança do PS, com José Luís Carneiro a apresentar a sua candidatura e Pedro Nuno Santos a poder apresentar também a sua nos próximos dias, mas o tema da corrupção deve tendencialmente beneficiar a extrema-direita.

"Não sabemos o que vai acontecer porque as sondagens até agora não levam em conta estas grandes mudanças. As mudanças com esta sucessão de acontecimentos que levaram à demissão do primeiro-ministro vão ter um impacto nas posições dos eleitores. Mas não sabemos em que sentido. Provavelmente o tema da corrupção é caro à direita radical e isso pode beneficiar o Chega, mas está tudo em aberto. Até agora as sondagens davam o PS e PSD empatado. Mas estes acontecimentos tendem a prejudicar o Partido Socialista", concluiu André Freire.

 

 

 

 

 


Fonte:da Redação e da RFI
Reeditado para:Noticias do Stop 2023
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus