01
Qui., Dez.
0 New Articles

Samsung mostra concepts de computador, tablet e smartphone dobrável

Samsung mostra concepts de computador, tablet e smartphone dobrável

Mobile
Tools
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

A Samsung lidera o novo segmento de smartphones dobráveis ​​há quase três anos, mas o futuro das ambições dobráveis ​​da empresa sempre estiveram em exibição nas feiras, desde 2008. Com três versões do Galaxy Z Fold (e dois Z Flips menores), a divisão Display da Samsung apresentou-se à CES com uma infinidade de protótipos mostrando como ela pensa que será o futuro dos dobráveis.

Eles não são da divisão “Galaxy” (seria o Samsung Mobile) e não são dispositivos completos. Mas a tecnologia da Samsung Display tem sido um impulsionador por trás dos dispositivos Galaxy Fold. Agora, a divisão de Ecrãs da Samsung mostra como poderá ser o futuro dos smartphones, tablets e computador em breve, com vídeos e imagens, sendo que um deles é-nos familiar.

Os conceitos de três dobras “Flex S” e “Flex G”

Se uma dobra funcionar no Galaxy Z Fold, então com certeza duas dobras serão ainda melhores. O primeiro conceito, o “Flex S”, se dobra em forma de “S” (é mais parecido com um “Z”, mas “S” tem uma sinergia muito melhor com a marca Samsung). Isso fornece um ecrã frontal visível quando o dispositivo está fechado e uma proporção ampla quando aberto.

O Flex S vem nas versões para telefone e tablet. O Galaxy Fold comercial precisa de um ecrã totalmente separado para ter um ecrã frontal, enquanto o Flex S precisa apenas de um. O Huawei Mate X tentou um design de ecrã único com apenas uma dobra, mas isso significava que todo o dispositivo era um ecrã quando fechado e não havia um lado “seguro” para colocar na mesa. O Flex S contorna esse problema com a segunda dobra.

O tablet abre em torno de uma proporção de 16:10, que parece uma boa combinação para conteúdo de vídeo, aplicativos de tablet ou três aplicações de telefone lado a lado. Quando fechado, o tablet assume a forma de um telefone, mas esse protótipo parece que seria um dos maiores “telefones” do mercado.

Este dispositivo parece ter sido construído exatamente como um Galaxy Z Fold ampliado. Há uma moldura de plástico elevada ao redor da tela OLED flexível, mantendo o painel conectado ao telefone. Como a Dobra, as bordas da tela são expostas ao redor da área da dobradiça, com uma proteção em forma de “T” que previne que qualquer coisa fique sob o delicado ecrã.

A versão para telefone do Flex S já apareceu em outras feiras antes. Ele encolhe da mesma maneira com design de três dobras, até o que parece ser um dispositivo na faixa de 4 polegadas. Quando fechado, obtém um design de telefone pequeno, que cabe na mão, que pode então ser aberto em um dispositivo maior para uso multimídia. Tornar um telefone pequeno maior é uma boa ideia e parece mais funcional do que o Galaxy Z Flip, que é apenas um telefone normal que se dobra ao meio.

O painel direito do dispositivo é um pouco estranho. A Samsung optou por não estender o ecrã até o fim do telefone. Em vez disso, o telefone termina em apenas um bloco transparente de plástico. Quando dobra o telefone, agora há o display principal na frente e uma tira transparente de plástico expondo um pouco do display na parte de trás, onde pode mostrar uma mensagem ou algo assim, possivelmente para ver notificações quando o smartphone tem o ecrã para baixo? Mesmo assim, não faz grande sentido e, ainda bem, que isto são apenas conceitos.

Os dispositivos Flex G tem a mesma ideia, mas tudo se dobra para dentro, então não há ecrã do lado de fora. Eles protegem muito mais o display quando está no bolso, mas não terá nenhum tipo de visualização rápida para notificações, o que é uma limitação, pois obriga a desdobrar o smartphone. Novamente, há uma zona morta no lado direito do telefone, mas desta vez, a Samsung a preenche com um suporte para S-Pen, o que faz mais sentido. Há uma câmera frontal, mas nenhuma câmera traseira neste protótipo.

A versão para tablet grande é todo em ecrã. Não há câmeras, e nem parece ter uma porta de carregamento.

O Flex Note – O portátil sem teclado

Telefones e tablets são bons, mas a Samsung quer ir ainda mais longe. É por isso que também mostrou o “Flex Note”. Este é um laptop de tamanho real de 13 polegadas que é basicamente um grande ecrã dobrável que se estende pelas duas metades, similar ao apresentado pela Asus.

Ser totalmente display significa que não há teclado ou mouse. Acho que muitas pessoas terão dificuldade em comprar um portátil sem teclado, mas tenho certeza que os utilizadores dao Blackberry disseram a mesma coisa quando o iPhone foi lançado.

A Samsung parece entender o quão difícil é o argumento de venda de um portátil sem teclado, então a demo mostrou um jogo e alguns comandos gigantes. Seria interessante mudar de um teclado QWERTY para comandos mais apropriados para certos aplicativos, ou mudar para um outdoor de vídeo em paisagem absolutamente gigante. Mas não tenho certeza se isso é o suficiente para superar a falta de um teclado.

O Lenovo ThinkPad X1 Fold com ecrã flexível já está no mercado, mas não é do tamanho de um laptop, e o protótipo da Samsung é quase duas vezes maior. O recém-anunciado “Zenbook 17 Fold OLED” da Asus é basicamente uma versão comercial deste design, sendo que a empresa resolve o problema do teclado enviando um teclado de hardware completo e trackpad junto com o grande display dobrável.

Até as colunas inteligentes têm ecrãs flexíveis

O conceito mais sci-fi é esta coluna inteligente, que tem uma ecrã flexível de 12 polegadas. Normalmente, o ecrã envolve o alto-falante em forma de cilindro, mas com o apertar de um botão, pode encolher o ecrã ou transformá-lo em uma grande ecrã semelhante a um tablet.

Estranhamente, este é provavelmente um dos designs mais viáveis ​​que a Samsung mostrou na CES. Estar enrolado num cilindro significa que há muita pressão do ecrã, contrariamente à dobra acentuada de 180 graus no Galaxy Fold.

Todos esses conceitos são protótipos funcionais (pelo menos, os ecrãs são), o que é impressionante. Mas provavelmente estão muito longe da viabilidade comercial. Assim como os dobráveis ​​atuais da Samsung, todos esses conceitos têm sérios problemas para lidar com relação à durabilidade, espessura e preço. Mesmo os atuais modelos continuam a ter preços bem elevados, apesar de o Z Flip já ter um valor aceitável.

No entanto, estes produtos são conceitos, que servem apenas para que a Samsung Display demonstre o que já consegue fazer, sendo depois dos próprios fabricantes de equipamentos que têm de pegar na oferta que a Samsung, e outras, têm em termos de ecrãs e criar o seu próprio produto. Veremos o que virá daí.

 


Fonte:da Redação e da maistecnologia.com
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS WhatsApp
Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP/Estadão

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus
Stopmznews