04
Sáb., Dez.
24 New Articles

EUA abrem as portas a adultos vacinados a partir de novembro

EUA abrem as portas a adultos vacinados a partir de novembro

Coronavírus
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

O anúncio de que os Estados Unidos vão levantar as restrições de viagem COVID-19 aos visitantes da União Europeia e do Reino Unido foi recebido como uma boa notícia.

A proibição de viagem foi imposta por Donald Trump há mais de 18 meses e foi renovada por Joe Biden no início do ano. A Casa Branca anuncia agora o seu fim.

A secretária para Imprensa, Jen Psaki, afirmou: "No início de novembro, iremos implementar protocolos rigorosos para impedir a propagação da COVID-19 de passageiros que voam internacionalmente para os Estados Unidos, exigindo que os cidadãos estrangeiros adultos que viajam para os Estados Unidos estejam totalmente vacinados".

Boris Jonson saudou a decisão no twitter, onde escreveu: "É um impulso fantástico para os negócios e o comércio, e é ótimo que a família e amigos de ambos os lados do Atlântico possam reunir-se".

Mas há ainda várias perguntas sem resposta: Como vai ser gerida a questão das crianças que não estão a ser vacinadas em muitos países europeus e no Reino Unido? E o que vai acontecer com as pessoas inoculadas com a vacina da Astrazeneca que os Estados Unidos não reconhecem?

Há quem veja neste anúncio surpresa uma forma de pôr água na fervura da tensão crescente por causa do acordo para o Indo-Pacífico e do contrato dos submarinos franceses para a Austrália. Fontes do Departamento de Estado negam.

 

Fonte:da Redação e da euronews
Reeditado para:Noticias do Stop 2021
Receba diariamente o STOP em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para +258 827606348 para receber notícias diariamente em seu celular
Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP/Estadão