PRESIDENTE DA REPÚBLICA LANÇA CAMPANHA AGRÁRIA 2017/2018

Nacional
Typography

O Presidente da República, Filipe Nyusi, disse que não faz sentido que o país continue a importar alimentos, num momento em que os produtores apresentam excedentes agrícolas, por falta de mercado.


O Chefe do Estado falava esta quarta-feira, na Vila de Moamba, na província de Maputo, no lançamento da campanha agrícola 2017/2018.
Segundo o Chefe do Estado, Moçambique deve, igualmente, assumir a aposta no agro-processamento, como forma de agregar valor aos produtos e garantir que o sector industrial tenha matéria prima nacional.
Contudo, segundo o Presidente da República, para a materialização desse desiderato, é preciso que os produtos nacionais tenham a qualidade necessária para responder aos requisitos das grandes superfícies e dos consumidores nacionais e estrangeiros cada vez mais exigentes.
O Chefe do estado explicou que na mesma linha, o país precisa urgentemente de criar capacidade de armazenamento dos excedentes, como forma de garantia que os alimentos sejam consrvados e se mantenham em boas condições por longo tempo.
Filipe Nyusi disse que a produção de alimentos deve estar no centro das preocupações dos moçambicanos e encorajou o ministério da agricultura e segurança alimentar a aprimorar os métodos científicos de produção de alimentos, em quantidade e qualidade.
Referiu que os camponeses deverão passar de produtores de subsistência para produtores de mercados, devendo beneficiar permanentemente da assistência de extensionistas.

 

Fonte:da Redação e Por RM
Reditado para:Noticias do Stop 2017

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS