03
Dom., Jul.
0 New Articles

Adiar eleições distritais é "violar a Constituição"

Eleicoes
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

Partido Nova Democracia defende a realização das eleições distritais em 2024. Segundo esta força da oposição, o adiamento do pleito, como cogitou o Presidente moçambicano, representaria uma "violação" constitucional.
O partido Nova Democracia (ND), da oposição moçambicana, defende que as eleições distritais não podem ser adiadas em Moçambique, por se tratar de "uma questão constitucional".


Em declarações à DW África, o porta-voz do partido, Dércio Rodrigues, ressaltou que as distritais "são eleições que já estavam previstas na Constituição" e que, portanto, "não faz muito sentido desrespeitar aquilo que é o guia de um país todo".
O ND reagia às declarações do Presidente Filipe Nyusi, que há dias defendeu que é preciso "refletir" sobre a viabilidade de eleições distritais em Moçambique.
Segundo o chefe de Estado, Moçambique pode não estar preparado para a escolha de assembleias distritais em 2024.
"Desorganização do país"
Para Rodrigues, a intenção do Presidente Filipe Nyusi, ao propor uma reflexão sobre o adiamento das eleições, era "trazer um debate de desorganização do país". Diz ainda que tal medida é a vontade do partido no poder – a Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO).

O escrutínio, no entanto, faz parte do Acordo de Paz e Reconciliação Nacional assinado em agosto de 2019 entre o Governo e a Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO).
O partido liderado por Ossufo Momade também já rejeitou o adiamento das distritais.
Processo de descentralização
Na visão do porta-voz do ND, o adimento das eleições distritais, além de "violar essencialmente a Constituição da República", coloca em risco o processo de descentralização do poder no país.
"Atualmente, já não podemos recuar. Temos que estar firmes no único caminho para a construção de um Moçambique melhor", afirmou à DW Dércio Rodrigues, referindo-se à descentralização.
O Nova Democracia, segundo o seu porta-voz, está preparado para as eleições em 2024.
"Para além de estar preparado para avançar para as eleições das assembleias distritais, [o partido] está preparado para avançar para todas as eleições a partir de 2023, porque o Nova Democracia se posiciona como alternativa ao regime moçambicano", concluiu o porta-voz.

 

 


Fonte:da Redação e da dw
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus