01
Sáb., Out.
0 New Articles

Rússia coloca sistema nuclear em alerta

Asia Setentrional e Central
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

O Presidente Vladimir Putin ordenou este domingo, 27 de Fevereiro, que comando militar russo coloque a força de dissuasão nuclear em alerta especial de combate, em resposta às declarações "agressivas dos países membros da NATO e das sanções económicas contra Moscovo”.

Em declarações ao canal russo da de televisão estatal, Vladimir Putin ordenou ao comando militar que coloque a força de dissuasão nuclear russa em alerta máximo de combate.

"Ordeno ao ministro da Defesa e ao Chefe do Estado-Maior que coloquem as forças de dissuasão do exército russo em em alerta especial de combate", disse Putin.

Vladimir Putin acusou os países ocidentais de tomarem medidas hostis contra a Rússia “refiro-me às sanções ilegais e às declarações agressivas dos líderes dos principais países da NATO".

O Secretário-Geral da NATO, Jens Stoltenberg, anunciou que, pela primeira vez, se está a mobilizar uma força de resposta como parte da defesa colectiva para evitar o alastramento do conflito para o território da Aliança Atlântica. A França vai enviar "mais de 1.500 soldados para reforçar as posições da NATO no flanco leste", de acordo com o Estado-Maior francês.

A embaixadora dos Estados Unidos na das Nações Unidas, denunciou uma escalada "totalmente inaceitável". Linda Thomas-Greenfield reiterou que "devemos continuar a limitar as suas ações [ da Rússia] com a máxima firmeza".

Conversações russo-ucranianas

Entretanto, a presidência ucraniana anunciou que as conversações russo-ucranianas serão realizadas na fronteira entre a Ucrânia e Bielorrússia. Estas discussões, as primeiras desde a ofensiva lançada por Moscovo na manhã de quinta-feira, terá lugar sem

pré-condições e são o resultado de uma conversa telefónica entre o Presidente ucraniano Volodimir Zelensky e o homólogo bielorrusso, Alexander Lukashenko.

“Acordamos que uma delegação ucraniana encontraria uma delegação russa sem condições prévias na fronteira ucraniana-bielorrussa, perto do rio Pripyat", acrescenta Volodimir Zelensky, num comunicado.

A Ucrânia rejeitou esta manhã uma proposta russa de conversações no território bielorrusso, aliado de Moscovo na ofensiva contra Kiev.

Mediação de Israel

O primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennet, ofereceu-se hoje ao Presidente russo, Vladimir Putin, para mediar um cessar-fogo da intervenção russa na Ucrânia, durante uma conversa telefónica, informou o Kremlin.Na sexta-feira, Naftali Bennet conversou com o Presidente ucraniano e de acordo com a televisão pública israelita, Volodymyr Zelensky terá solicitado a mediação entre a Ucrânia e a Rússia.

 

 

 

Fonte:da Redação e da rfi
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus