09
Ter., Ago.
0 New Articles

Camarões conquista terceiro lugar após sucesso nos pênaltis

Taça das Nações Africanas
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

Camarões garantiu o terceiro lugar na Copa das Nações Africanas em casa depois de vencer Burkina Faso por 5 x 3 nos pênaltis, após um dramático empate de 3 x 3 no Estádio Ahmadou Ahidjo na noite de sábado.

A equipa de Toni Conceição recuperou de uma desvantagem de três golos para garantir uma vitória improvável no final. Os garanhões estavam a dois golos ao intervalo graças a um golo de Steeve Yago aos 24 minutos e a um autogolo de Andre Onana.

Djibril Ouattara fez o terceiro aos quatro minutos do segundo tempo, aparentemente colocando o resultado fora de dúvida. No entanto, Stephane Bahoken reduziu a desvantagem aos 72 minutos, antes de dois uivadores de Farid Ouedraogo serem aproveitados por Vincent Aboubakar para empatar o jogo.

Depois de uma abertura cautelosa em Yaoundé, Burkina Faso começou o seu jogo de passe e parecia confortável com a bola.

Kabore estava se divertindo no flanco direito e cruzou para Abdoul Tapsoba no segundo poste aos nove minutos, mas o atacante do Standard Liège não conseguiu direcionar seu cabeceamento para o alvo.

Tapsoba tentou a sorte de longe dois minutos depois, depois de cortar para dentro do flanco esquerdo, embora seu chute tenha sido facilmente defendido por Onana.

Os Leões Indomáveis ​​tiveram meia chance aos 16 minutos, quando Ambroise Oyongo cobrou falta da esquerda que passou pela primeira linha e acertou Harold Moukoudi no corpo antes de passar para o goleiro.

A primeira oportunidade de golo surgiu apenas dois minutos depois, quando o primeiro golo de Jean Onana foi defendido por Ouedraogo, que empurrou o cruzamento de Oyongo da esquerda para o caminho do médio do Bordéus.

Onana ameaçou novamente aos 22 minutos com uma cabeçada em loop que caiu no teto da rede de outro cruzamento de Oyongo.

No entanto, a torcida local ficou atordoada em silêncio momentos depois, quando os Stallions abriram o placar. Kabore cruzou para o poste de trás para um Yago desmarcado para dirigir para o teto da rede para uma bela finalização.

DOIS GOLS EM DOIS MINUTOS

Camarões aumentou a pressão nos momentos finais do primeiro tempo, tentando voltar à competição, mas acabaria perdendo por 2 a 0 pouco antes do intervalo.

Kabore mostrou bom ritmo e determinação para vencer seu homem na direita antes de cruzar para o poste mais próximo da linha de fundo e Onana de alguma forma virou a bola para o fundo da rede depois que ela escapou de seu alcance.

Estava 3-0 apenas quatro minutos após o recomeço, com Ouattara a cabecear no poste mais próximo após um cruzamento convidativo de Bertrand Traore para a área da direita.

Camarões parecia responder e Gustavo Sangare rematou por cima do travessão a 20 metros antes de Jerome Onguene rematar ao lado do poste direito, enquanto Aboubakar cabeceou por cima do alvo de um canto à esquerda.

A nação anfitriã estava pressionando agora, quando Moukoudi cabeceou um livre bem acima do gol aos 64 minutos e Onana viu seu chute de longa distância ser desviado por cima da barra de Edmond Tapsoba sete minutos depois.

Seus esforços valeram a pena no canto resultante, quando Bahoken finalizou no voleio após o chute inicial de Karl Toko Ekambi ter sido defendido por Ouedraogo.

O gol de Burkina Faso estava sendo ameaçado, quando Ouedraogo teve que desviar o chute de Toko Ekambi por cima da barra aos 74 minutos e ele fez uma bela defesa para negar Bahoken 10 minutos depois.

No entanto, houve um pandemônio nas arquibancadas quando os Leões Indomáveis ​​marcaram duas vezes no espaço de dois minutos para restabelecer a igualdade e forçar a disputa de pênaltis.

Ouedraogo foi o culpado pelos dois gols, pois calculou mal um escanteio aos 85 minutos, que permitiu a Aboubakar cabecear para o gol aberto no poste de trás, antes que o goleiro da USFA jogasse uma bola longa na área dois minutos depois, depois de colidir com Soumaïla Ouattara e o gol. O capitão de Camarões aceitou o presente para voltar para casa.

Os anfitriões converteram todos os seus pênaltis para vencer por 5-3, depois que a tentativa de Blati Toure de 12 jardas foi defendida por Onana para expiar seu erro anterior.

Burkina Faso (2) 3 (S.Yago 24', A.Onana 43' OG, D.Ouattara 49')

Camarões (0) 3 (S.Bahoken 72', V.Aboubakar 85', 87')

Burkina Faso: F.Ouedraogo (B.Sawadogo 90', I.Kabore, S.Ouattara, E.Tapsoba, S.Yago, B.Toure (H.Bande 87'), I.Ouedraogo, B.Traore, G. Sangare, A.Tapsoba (E.Traore 87'), D.Ouattara (M.Konate 90').

Camarões: A.Onana, O.Mbaizo, J.Onguene, H.Moukoudi, A.Oyongo, J.Onana, S.Gouet (V.Aboubakar 46'), P.Kunde, C.Bassogog (K.Toko Ekambi 54 '), I.Ganago (M.Ngamaleu 46'), S.Bahoken.

 

 

 


Fonte:da Redação e da supersport
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus