24
Seg., Jan.
0 New Articles

Cimeira extraordinária da SADC prorroga missão da força do órgão por mais três meses

Africa
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

Cimeira extraordinária da SADC decide a prorrogação por mais três meses, da missão da força militar do órgão que actua contra o terrorismo e extremismo violento na província de Cabo Delgado.

A decisão, foi tomada após a apreciação pela troika de política, defesa e segurança, dos progressos alcançados pela missão militar desta organização, destacada ao teatro operacional de Cabo Delgado.

Para o presidente da república de Moçambique Filipe Jacinto Nyusi, esta prorrogação da missão da SAMIM demonstra o espírito de unidade e solidariedade que os países membros da SADC têm para com o povo moçambicano.

Filipe Nyusi falava esta quarta-feira, em Lilongwe, no Malawi, em conferência de imprensa que marcou o fim da cimeira extraordinária da SADC.

Entretanto, o presidente do Malawi e em exercício pela SADC Lazarus Chakwera, insta aos países membros para se focalizarem no plano de reconstrução pós conflito, face aos sucessos que estão a ser logrados pelas força militar do bloco regional na província de Cabo Delgado.

Chakwera que falava na abertura da cimeira extraordinária da SADC que decorre na cidade de Lilongwe, disse que os líderes dos países membros deste bloco regional, devem apoiar Moçambique na implementação de um plano que possa empoderar a população das zonas afectadas pelo flagelo do extremismo violento em Cabo Delgado.

Segundo o presidente em exercício da SADC, este plano deverá se basear na restauração sócio-económica da população afectada, reconstrução das infra-estruturas sociais e assistência humanitária aos deslocados.

Lazarus Chakwera apelou ainda na ocasião para que haja uma contínua união e solidariedade entre os países da SADC, pois que o terrorismo que afecta Cabo Delgado poderá um dia eclodir em toda a região.

Tal como os líderes africanos uniram-se para libertar o homem e a terra das mãos do jugo colonial português, a África deve-se unir mais uma vez hoje, para salvar a província de Cabo Delgado – disse Lazarus Chakwera.

Lazarus Chakwera frisou que a missão da SAMIM não deve fracassar e deverá produzir os resultados pelos quais foi criada


Fonte:da Redação e da rm
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP/Estadão

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus
Stopmznews