24
Ter., Abr.
103 New Articles

Rússia credita potencial espacial para Angola

Rússia credita potencial espacial para Angola

Angola
Typography

O embaixador Vladimir Tararov informou, em Luanda, que todos os elementos do Angosat-1 funcionam de acordo com o previsto, colocando Angola no "clube" das potências espaciais da comunidade internacional.


Numa reacção à colocação em órbita do satélite angolano, o embaixador da Federação da Rússia em Angola destaca os benefícios que os angolanos terão com o Angosat-1
A esmagadora maioria dos angolanos terá acesso às tecnologias avançadas por via de satélite, para televisão digital, com qualidade superior de tele-imagem, e prestação de serviço de internet às tecnologias da educação à distância e telemedicina" - diz o diplomata na sua declaração a que a Angop teve acesso.
Para o embaixador, tudo isso contribuirá para o aumento do fluxo informativo que propiciará o desenvolvimento do país, consubstanciado na aceleração do crescimento da indústria, dos serviços bancários, assim como favorecerá o processo educacional e elevará o potencial da defesa de Angola.
Na sua previsão, Angola tornar-se-á fornecedor de conteúdos televisivos, tanto para o mercado interno, como para os países vizinhos e poderá aderir aos produtos informativos de nível mundial.
Elogiou as relações entre Angola e Rússia, mencionado, como exemplo, que a entrada em serviço do Angosat e do sistema ligado a essa estrutura permitirá a abertura de novas áreas de cooperação.
Manifestou a disponibilidade de a Rússia continuar a cooperação para o desenvolvimento socioeconómico com Angola e assegurar o nível elevado da sua defesa nacional e estabilidade na região.
O Angosat-1, depois de anos de projecção e execução, foi colocado em órbita a 26 de Dezembro. 48 horas mais tarde, após apreensões, estabeleceu contacto normal com as estações terrenas.

 

 

Fonte:da Redação e Por Angonoticias
Reditado para:Noticias do Stop 2018