05
Seg., Dez.
0 New Articles

Economista considera impossível salário mínimo de 150 mil Kwanzas

Economia
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

O jornalista e economista Carlos Rosado considera arriscado e impossível, na actual conjuntura, a promessa de 150 mil kwanzas de salário mínimo, feita por Adalberto Costa Júnior, candidato da UNITA, caso vença as eleições de 24 de Agosto.

Segundo Carlos Rosado, a actual condição económica do país não aguentaria suportar despesas com salário mínimo tão alto. “Se os analistas dizem que as eleições estão renhidas e a própria UNITA diz que pretende ganhar as eleições, acho

que esta promessa de um salário mínimo de 150 mil kwanzas é temerária”, afirmou o economista, deplorando o facto de os candidatos às eleições fazerem as promessas que lhes apetece, apenas para agradar os ouvidos dos eleitores.

“Acho que a economia não aguenta ter um salário mínimo de 150 mil. Aquilo que os candidatos fazem é monólogos. Os candidatos chegam dizem o que lhes apetece e o que os eleitores querem ouvir”, acrescentou. Esclareceu, ainda, Carlos Rosado que “na actual conjuntura é impossível” de pagar aos angolanos um salário mínimo de 150 mil kwanzas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Fonte:da Redação e da angonoticias
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus