20
Sex., maio
0 New Articles

Advogados de Djoković ameaçam processar o Estado australiano

Tennis
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

Mesmo se a justiça australiana parece ter marcado o match point, Novak Djoković quer a desforra e os advogados do tenista pensam agora processar o Estado australiano, depois de o Tribunal Federal da Austrália ter dado razão ao ministro da imigração Alex Hawke sobre o cancelamento do visto do sérvio, por considerá-lo uma ameaça à saúde pública e acreditar que poderia estimular os grupos antivacinas no país. Depois de uma batalha de 11 dias, Djoković, que não está vacinado

contra a Covid-19, teve de deixar a Austrália e viu-se impedido de participar no Open.

Nada Martinović, jurista, entrevistada pela Euronews Sérvia, diz que "os advogados de Djoković perguntaram ao tribunal que provas tinham de que ele é antivacinas. Ele nunca disse nada contra as vacinas, nem encorajou ninguém a juntar-se a protestos contra as vacinas. Mas o tribunal disse que, para ser uma ameaça, não precisava de tomar nenhuma ação concreta".

Há agora especulação sobre se Novak Djoković vai, ou não, abrir um processo ao Estado australiano. A luta com a justiça do país pode estar para durar, já que as regras da deportação podem significar que não foi só esta edição do Open da Austrália que falhou e vai também ficar de fora das próximas.

Mais torneios em perigo
Também França, que será palco do open de Roland-Garros na primavera, deixou claro que só atletas vacinados contra a Covid podem competir no país. Djoković pode assim falhar também esta etapa do Grand Slam e tem a continuidade da carreira em jogo.

Blažo Nedić, advogado sérvio, explica: "Quando alguém é deportado da Austrália, é automaticamente impedido de regressar durante três anos. Só o ministro da Imigração pode decidir se revoga, ou não, essa decisão. Só este ou algum novo ministro pode decidir sobre se Djoković regressa para o Open do próximo ano".

Ausente do Open da Austrália, Djoković pode interromper, a 21 de fevereiro, o recorde absoluto de 356 semanas consecutivas como número um mundial de ténis. Mesmo se isso não acontecer, o foco dele está em tornar-se o melhor tenista de toda a história, se vencer pelo menos mais um torneio do Grand Slam. A questão agora é saber se esses torneios o vão querer, se continuar a não querer vacinar-se.

 


Fonte:da Redação e da euronews
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP/Estadão

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus