Twitter aperta o cerco a ladrões de conteúdo viral

Twitter aperta o cerco a ladrões de conteúdo viral

social media
Tools
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Recorda-se de, há algumas semanas, o Twitter ter revelado uma limpeza de contas de utilizadores conservadores e agressivos, uma decisão que enfureceu a extrema-direita norte-americana? Pois o Twitter avanço na sua missão e desta vez atingiu os

“viciados” em memes.
Durante o fim-de-semana, segundo o New York Times, o Twitter eliminou um grupo de contas bastante populares que se dedicavam a plagiar conteúdo, retwittar-se entre si e, dado o volume de utilizadores que arrastavam, convertiam o conteúdo em viral nas costas dos seus criadores originais. Common White Girl, Dory ou Finah foram alguns dos visados.
Uma das primeiras medidas conhecidas passava pelo Tweetdeck, aplicação que permite gerir várias contas a partir de um computador. O Twitter proibiu que fosse partilhado conteúdo de contas que estivessem registadas por um mesmo utilizador de Tweetedeck. O passo seguinte foi mesmo bloquear os perfis. Por perceber está o alcance da medida, considerando que muito deste tipo de conteúdo é pago por empresas que procuram alargar o alcance das suas mensagens. Ainda assim, há uma clara iniciativa em torno do combate ao spam e conteúdo indevido.

 

Fonte:da Redação e Por maistecnologia
Reditado para:Noticias do Stop 2018
Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP/Estadão