13
Sáb., Ago.
0 New Articles

Primeiro cargueiro com cereais ucranianos deixa o porto de Odessa

Ucrânia
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

O primeiro cargueiro com cereais ucranianos partiu hoje de Odessa na Ucrânia rumo ao Líbano via Turquia. O presidente turco Erdogan vai-se encontrar com o seu homólogo russo Putin esta sexta-feira.

Dez dias depois de Ucrânia e Rússia terem assinado um compromisso para o escoamento dos 25 milhões de toneladas de cereais ucranianos que têm estado retidos nos portos de Odessa devido ao bloqueio naval russo, o primeiro cargueiro

carregado com 26 toneladas de milho – o Razoni, um navio com pavilhão da Serra Leoa, zarpou esta madrugada do porto de Odessa.

O navio chegará amanhã ao estreito do Bósforo, onde será inspeccionado pela Turquia, e continuará depois a sua viagem até Trípoli, no Líbano, o seu destino final.

Durante todo o fim-de-semana o centro de coordenação da operação de escoamento dos cereais ucranianos, sediado em Istambul, e onde oficiais ucranianos, russos, turcos e das Nações Unidas trabalham lado a lado para coordenar a implementação do acordo, estiveram em contacto com as autoridades ucranianas, que asseguraram que as operações de desminagem e sinalização dos portos ucranianos estavam terminadas.

Este primeiro carregamento de cereais faz crescer a esperança que o acordo sobreviva às provocações militares dos dois lados. Na última semana a Rússia atacou por duas vezes o porto de Odessa, e este fim de semana um pequeno drone comercial largou uma bomba sobre a principal base naval russa na Crimeia, em Sebastopol.

O secretário-geral das nações unidas, António Guterres, já celebrou a saída do primeiro cargueiro. O bloqueio dos cereais ucranianos está a causar uma grave situação de insegurança alimentar em vários países de África e Ásia.

Entretanto esta sexta-feira o presidente turco Recep Tayyip Erdogan irá viajar até Sochi na Rússia para se encontrar mais uma vez com o presidente russo Vladimir Putin. Erdogan tem dito que este primeiro acordo sobre os cereais abre perspectivas para se conseguirem outros, e a que a Turquia continuará a mediar entre as duas partes para encontrar soluções para acabar com a guerra.

Os próximos dias serão essenciais para se avaliar se todos fazem o que prometeram, e se os cereais ucranianos chegam finalmente aos mercados internacionais.

 

 

 


Fonte:da Redação e da RFI
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus