03
Dom., Jul.
0 New Articles

Ucrânia faz recuar forças russas em Severodonetsk

Ucrânia
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

A Ucrânia anunciou este sábado, 4 de Junho, que conseguiu fazer recuar as forças russas em Severodonetsk, na região de Donbass, onde Moscovo está a concentrar a sua ofensiva para assumir o controlo da região.


Ao centésimo primeiro dia da ofensiva russa na Ucrânia, as autoridades ucranianas anunciaram que conseguiram fazer recuar o exército russo na cidade de Severodonetsk.

Esta sexta-feira, o governador da região Luhansk, Serhyi Gaidai, referiu que os soldados russos foram forçados a recuar, sublinhando que apesar dos intensos combates a cidade não foi capturada completamente.

“Se antes tínhamos uma situação difícil com cerca de 70% (da cidade) capturada, agora eles foram empurrados para trás em 20%”, disse o responsável regional.

Entretanto, o negociador ucraniano David Arakhamia afirmou que a Ucrânia pretende fortalecer as posições militares no terreno com novas entregas de armas ocidentais antes de retomar as negociações de paz com a Rússia.

As declarações de David Arakhamia surgem numa altura em que o ministério russo da Defesa avançou que os militares abateram um avião ucraniano que transportava armas e munições perto do porto de Odessa.

O ministério disse ainda que mísseis russos atingiram um centro de treino de artilharia na região de Sumy, onde estavam a trabalhar instrutores estrangeiros, acrescentando que outro ataque destruiu uma posição de "mercenários estrangeiros" na região de Odessa.

As forças russas estão também a bombardear intensivamente a região de Donetsk, incluindo Sloviansk, cerca de 80 km a oeste de Severodonetsk. Os residentes da região estão privados de gás, água e eletricidade.

Pior crise de refugiados e deslocados na Europa

A guerra na Ucrânia atingiu ontem a marca dos 100 dias, com a pior crise de refugiados e deslocados na Europa desde a Segunda Guerra Mundial. A ONU confirma a morte de 4200 civis em ataques armados e mais de 4 mil feridos, sublinhando ainda que o conflito provocou mais de oito milhões de deslocados internos e quase 7 milhões de pessoas fugiram para os países vizinhos.

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, publicou um vídeo onde afirmava que a vitória seria dos ucranianos, enquanto o porta-voz da presidência russa indicou que foram preenchidos alguns dos objetivos do Kremlin.

A ONU fez questão de dizer que esta guerra não terá vencedores porque se perderam vidas, casas, trabalhos e perspectivas.

Entretanto, a União Europeia oficializou as novas sanções contra a Rússia, nomeadamente um embargo progressivo sobre a maioria do petróleo, novas medidas financeiras e contra personalidades.

 

 

 

 

Fonte:da Redação e da rfi
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus