Tese de Stephen Hawking rebentou com capacidade dos servidores da Universidade de Cambridge

Tese de Stephen Hawking rebentou com capacidade dos servidores da Universidade de Cambridge

Internet
Tools
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

A tese de doutoramento de Stephen Hawking, um dos cientistas/escritores mais influentes do mundo da ciência da atualidade, foi disponibilizada pela Universidade de Cambridge há dias. O interesse da comunidade superiorizou-se de forma exponencial à

capacidade de resposta dos servidores da rede informática da Universidade de Cambridge.
Ao todo são 134 páginas escritas em 1966 que foram assinadas pelo cientista britânico como “As propriedades de um Universo em expansão”. No documento são retratadas as implicações e consequências da criação e desenvolvimento do universo. Ao longo do tempo a tese de doutoramento de Stephen Hawking tornou-se numa das obras mais requisitadas das bibliotecas da Universidade de Cambridge, com cada cópia a custar cerca de 70 euros. No âmbito da Open Access Week 2017, foi disponibilizada de forma gratuita a todos os que tenham acesso à Internet.
Nas primeiras horas somaram-se mais de 60 mil descargas desta tese histórica.
A partilha de obras na Internet tem estado a ser desenvolvida entre a Universidade de Cambridge e os investigadores e cientistas. No sentido de aproximar a ciência de todos, a partir deste mês todas as teses de Cambridge terão de ter uma versão digital, e os alunos serão incentivados a disponibilizarem-nas gratuitamente.

 


Fonte:da Redação e Por maistecnologia.com
Reditado para:Noticias do Stop 2017