09
Qui., Jul.
0 New Articles

HSPA+ ou 4G: Quem é quem na era da conexão móvel?

Mesmo com a conexão 4G ainda indisponível, lojas e fabricantes anunciam produtos compatíveis com esta tecnologia.

Internet
Tools
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Muito se falou sobre a vinda da conexão 4G para o Mocambique desde o começo do ano. Afinal, o país vai sediar grandes eventos internacionais. Algumas operadoras se adiantaram em garantir mais velocidade de conexão para seus utilizadores.

A resposta deste investimento é a implantação da rede HSPA+ por operadoras como Movetel e Vodacom e Claro. A Claro foi a a última a anunciar sua nova conexão e liberou a rede HSPA+ para os clientes em municípios na última quinta-feira . A rede não é compatível com todos os aparelhos lançados atualmente em Moçambique, mas sabemos que a conexão máxima da rede, na Claro, será de 3 MBps. Sobre a rede 4G, apenas a Afritel anunciou a utilização do sinal para banda larga, inicialmente no Distrito.

Mesmo com a conexão 4G ainda indisponível, lojas e fabricantes anunciam produtos compatíveis com esta tecnologia. Celulares e tablets são vendidos como “compatíveis com a rede 4G” ou ainda vinculam o 4G à nova conexão – HSPA+. Mas, qual a diferença entre elas?

A conexão HSPA+ é, exatamente, o que as operadoras dizem ser: uma conexão 3G mais rápida. Uma definição para a conexão HSPA+ é a nomenclatura de 3,5G. Com velocidade máxima de 21 MBps (Mocambique, operadoras se limitarão a velocidade em torno de 3MBps), ela utiliza-se da mesma freqüência que a conexão HSPA, o clássico 3G. Apesar de usar a mesma freqüência, é preciso que o aparelho suporte esta conexão e, em Mocambique, são poucos os aparelhos que contam com este trunfo.

A conexão 4G ainda é algo indefinido. Sua principal representante, a LTE, já é adotada por operadoras como a norte-americana Verizon e em países asiáticos como o Japão. A LTE (Long Term Evolution – Evolução de Longo Prazo, em português) foi criada para manter a compatibilidade com o GSM e o HSPA. A freqüência utilizada pela nova rede é 2.5GHz e atinge, no máximo, 100Mbps de download e 50Mbps de upload.

Produtos com conexão 4G, como tablets e smartphones compatíveis com a rede LTE ainda não são comercializados oficialmente em Moçambique. Smartphones e Tablets como Atrix e RAZR da Motorola, Galaxy SII, Galaxy Note e Galaxy Tab 10.1 e 8.9 da Samsung, não possuem compatibilidade com a freqüência LTE, mesmo que alguns deles sejam vendidos no exterior com versões compatíveis com a rede.

 

 

http://www.stop.co.mz/stop-respostas/forums/43-computadores-e-internet/46-internet

 

 

 

 

 

Fonte:Stop Tech

Reditado para:Noticias Stop 2016

Fotografias:Getty Images / Reuters /EFE