21
Qua., Nov.
17 New Articles

Resposta à Oração

1 ano 7 meses atrás #315 por Malaquias da Silva
Malaquias da Silva criou o tópico: Resposta à Oração
ESTUDOS SOBRE ORAÇÃO E JEJUM - Parte 4



Quando nos dedicamos a orar é claro que desejamos ver as nossas orações atendidas e a Bíblia nos ensina muito a respeito da certeza de que elas serão realmente atendidas, vejamos:

A CERTEZA DE QUE ORAÇÕES SÃO RESPONDIDAS


É de grande significância que, sempre que o Novo Testamento fala de petições dirigidas a Deus, ressalta que tais petições são atendidas (Mt. 6:8; 7:7-11; 18:19; 21:22; Jo. 14:13-14; 15:7, 16; 16:23-24, 26; I Jo. 3:22; 5:14-15; Tg. 1:5). É como se as testemunhas no NT quisessem muito especialmente encorajar os homens a orarem, dando a certeza ao suplicante que Deus ouve tais pedidos. O NT tem consciência de que esta certeza conserva viva toda a oração; no caso de tal certeza se enfraquecer ou diminuir por causa da dúvida, a oração pereceria.


Qual a base dessa certeza oferecida pelo NT? Em Mt. 7:8, o fato de os pedidos serem ouvidos se declara como princípio básico do Reino de Deus.



Todo o que pede recebe. Esse princípio é o fundamento da injunção, com a promessa que a acompanha: Pedi, e dar-se-vos-á. Deus é o pai que ama os Seus mais do que um pai terrestre ama seus filhos, e que portanto, no poder deixar que as petições deles sejam em vão, pelo contrário, dá-lhes tudo o que precisam. Existe também outra certeza que percorre a totalidade da Bíblia e que sustenta tudo o que ela diz: a certeza de que Deus é um Deus vivo que ouve e vê, e que tem o coração cheio de compaixão.


O NT ressalta repetidas vezes a lição, porém, que a oração que Deus responde deve ser o tipo certo de oração. Há alusão a isto em Mt. 7:7-8, onde os verbos buscar e bater se empregam em paralelo com pedir. Freqüentemente a Bíblia nos orienta em direção a Deus. Assim, temos um indício daquilo que se constitui a oração verdadeira.


1.Deve estar à altura da natureza d'Aquele a quem se dirige a oração; nesse caso nossos pedidos estarão em conformidade com a Sua vontade (conforme I Jo. 5:14 pedir alguma coisa de acordo com Sua vontade). Pedir algo da parte de Deus pedir a Ele alguma coisa justa e boa (Mt. 7:11). Lucas interpreta tal pedido no sentido de pedir o Espírito Santo (Lc. 11:13).


2.Deve ser feita com fé, pois nunca podemos nos esquecer da Pessoa a quem nos dirigimos: O Deus Vivo, o Onipotente para quem nada impossível (Lc. 1:37 ), e da parte de quem, portanto, pode-se esperar todas as coisas. (Veja Mt. 21:22; Tg. 1:5-6). Duvidar de Deus é fazer injustiça a Ele, pois a dúvida faz pouco de Sua divindade, julga falsamente o Seu caráter, e portanto, nada recebe da parte d'Ele (Tg. 1:7). A verdadeira oração se vincula com a fé, isto é, com a certeza de ser atendido. O NT encoraja tamanho grau de certeza, que o suplicante pode acreditar realmente que já recebeu o seu pedido no exato momento de pedir (Mc. 11:24; I Jo. 5:15). As passagens correspondentes nos escritos de João expandem a idéia de pedir com fé: este fato, segundo se nos diz, decorre das palavras d'Ele que permanecem em nós (Jo. 15:7), isto é, do fato de estarmos em comunhão tão estreita com Jesus e com Sua palavra que em nós habita, que o nosso pedido há, certamente, de ser, conforme a Sua vontade. I Jo 3:22 avança um pouco mais na esfera da ótica: Aquilo que pedimos, d'Ele recebemos, porque guardamos os seus mandamentos, e fazemos diante d'Ele o que lhe é agradável, isto porque a nossa petição brota de uma atitude correta diante de Deus. É possível que Mt. 18:19 seja relevante nesse ponto: a oração uníssona dos discípulos indica que foram renunciados todos os desejos egoístas, pois a oração egoísta é falsa, e nada recebe da parte de Deus (Tg. 4:3; Mc. 10:35).

AS RESPOSTAS QUE DEUS DÁ


São quatro as respostas que Deus dá às nossas orações: sim, espera mais um pouco, não e o silêncio.


SIM = Essa resposta ser sempre obtida se observarmos os preceitos acima descritos.
ESPERA MAIS UM POUCO = Esse tipo de resposta sempre nos leva necessidade da prática da perseverança (Lc 18:1-8 ).
NÃO = Uma resposta assim ser o resultado de no termos pedido conforme Sua vontade, e sempre ser para o nosso benefício. (Rm 8:28; Tg 4:7a)
SILÊNCIO = Essa atitude de Deus pode implicar que existem impedimentos à nossa oração. (I Sm 28:6 ).


É muito importante que estejamos atentos s respostas de Deus e sempre prontos a aceitá-las com humildade e submisso, glorificando a Deus e sendo grato a Ele por tudo, mesmo que Suas respostas no sejam o que desejamos.


Na próxima parte veremos o que a Bíblia nos ensina sobre como a oração pode ser ou estar sendo impedida. Releia essa, e todas as outras apostilas e comece a colocar em prática tudo o que o Espírito Santo tem lhe ensinado.

Por favor Autenticar para se juntar à conversa.

  • Malaquias da Silva
  • Avatar de Malaquias da Silva Autor do tópico
  • Desligado
  • Administrator
  • Administrator
Mais
Tempo para criar a página: 0.217 segundos