MAPUTO E MATOLA VÃO TER SISTEMA DE VÍDEO-VIGILÂNCIA

já está a ganhar forma nas diversas artérias da urbe assim como na Matola, mas as autoridades consideram ser prematuro se pronunciarem sobre o assunto

Maputo
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

A capital moçambicana, Maputo, e a vizinha cidade da Matola vão passar a dispor de sistema de vídeo-monitoria, que se pensa que poderá ajudar no combate à criminalidade e melhoria da segurança dos cidadãos e dos seus bens.

 

A implantação do sistema, segundo o “Notícias”, já está a ganhar forma nas diversas artérias da urbe assim como na Matola, mas as autoridades consideram ser prematuro se pronunciarem sobre o assunto.

As cidades de Maputo e Matola têm sido palco, nos últimos tempos, de diversos tipos de crime, como sejam os roubos com recurso a armas de fogo, raptos e assaltos na via pública, facto que tem sido mencionado como sendo preocupação por parte das autoridades.

À primeira vista a implantação destas potentes e modernas câmeras de vídeo em pontos estratégicos da urbe, poderão contribuir para a melhoria da segurança dos cidadãos.

Segundo o jornal, aparelhagens deste tipo já podem ser vistas na Kenneth Kaunda, Praça dos Combatentes, na Avenida Eduardo Mondlane, Vladimir Lenine, de entre outras. Na Matola os equipamentos de vídeo-vigilância podem ser vistos em diversos pontos, tais como no cruzamento de “700” e junto à Praça dos Heróis.

João Matlombe, vereador de Transportes e Trânsito ao nível da cidade de Maputo, disse que este ainda não é o projecto desenhado pelo Município.

A intenção da edilidade é agir na área de monitoria e gestão do tráfego rodoviário, o que implicaria adequá-lo ao funcionamento do sistema de semáforos. O mesmo deverá ser lançado ainda este ano.

O porta-voz do Comando da Polícia na capital, Orlando Mudumane disse que a corporação não tem nenhum projecto de vídeo-vigilância a correr neste momento.

Por sua vez, Inácio Dina, porta-voz do Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique, prometeu informar-se melhor para posteriormente pronunciar-se sobre a iniciativa, nas suas várias vertentes, como sejam o ponto de situação das obras e a provável data da activação do sistema.

 

 

 

 

 

Fonte:Rm.co.mz

Reditado por: Stop Noticias 2016

Stopmznews