BIBLIOTECA DA FACULDADE DE DIREITO DA UEM PASSA OSTENTAR

A iniciativa visa imortalizar o nome do constitucionalista que foi docente na faculdade de Direito da UEM.

Maputo
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

A biblioteca da faculdade de Direito da Universidade Eduardo Mondlane passou desde, esta quinta-feira, a ostentar o nome do constitucionalista Gilles Cistac, assassinado em Maio do ano passado, na cidade de Maputo.

 

A iniciativa visa imortalizar o nome do constitucionalista que foi docente na faculdade de Direito da UEM.

O Director da faculdade de Direito da UEM, César Dimande, disse na cerimónia de atribuição do nome à biblioteca local, que Cistac foi um homem cujos princípios vão marcar gerações de juristas.

 Na ocasião foi plantada uma palmeira no jardim da faculdade de Direito, em homenagem ao constitucionalista Gilles Cistac. 

 

 

 

 

Fornecido por:Rm.co.mz 2016 ( Stop.co.mz )

Stopmznews