MAPUTO REGISTOU TEMPERATURA MAIS ELEVADA DOS ÚLTIMOS 65 ANOS

De acordo com o jornal, com base na série de dados climáticos registados no período entre 1951 e 2016

Maputo
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

A cidade de Maputo registou, no último sábado, a temperatura mais elevada, 44.09 graus Celsius, dos últimos 65 anos, segundo a Estação Meteorológica do Aeroporto de Mavalane, escreve o jornal Notícias edição desta quarta-feira.

 

De acordo com o jornal, com base na série de dados climáticos registados no período entre 1951 e 2016 disponíveis no Instituto Nacional de Meteorologia, uma situação "quase idêntica" ocorreu no dia 08 de Outubro de 1951, quando a temperatura máxima na cidade atingiu os 44.8 graus Celsius.

Na origem do calor intenso do passado sábado esteve a "invasão" de massa de ar quente e seco continental com ventos a soprarem de noroeste a norte.

Estes ventos foram originados pelo sistema de baixas pressões localizado no interior da África do Sul, sendo que a persistência de ventos do quadrante norte foi influenciada pela acentuada descida de pressão atmosférica próximo da costa do extremo sul da África Austral.

No final da tarde de 20 de Fevereiro, a formação de nuvens causou ventos fortes que atingiram os 60 quilómetros por hora, por volta das 21:00 de Moçambique, tendo provocado impactos negativos em alguns pontos da cidade e província de Maputo.

De acordo com o jornal, o fenómeno El Niño, considerado pelos cientistas como um dos mais fortes do século XXI, e que ainda persiste na presente época quente e chuvosa de 2015/2016, condiciona o estado do tempo com ocorrência de dias muito quentes e escassez de chuva em algumas províncias do país, sobretudo na zona sul, e na região Austral do continente africano. 

 

 

 

 

Fornecido por: Rm.Co.mz 2016 ( STOP )

Stopmznews