POLÍCIA DESMANTELA FABRIQUETA DE ARMAS CASEIRAS EM MATUTUÍNE

A existência da fabriqueta foi denunciada pela população.

Maputo
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

A Polícia da República de Moçambique desmantelou recentemente uma fabriqueta de armas caseiras no distrito de Matutuíne, província de Maputo.

 

Durante a operação, a PRM, recuperou 20 armas de calibre 12 e vários instrumentos usados na fábrica, incluindo serrotes, limadura, catanas, quadros de bicicleta, berbequim, ente outros.

 A existência da fabriqueta foi denunciada pela população.

A denúncia resultou dos apelos levados a cabo pelas autoridades policiais nas comunidades sobre o combate a caça furtiva naquele distrito que tem uma das maiores reservas com diferentes espécies de animais no país, com maior destaque para impala, zebra, gazela, girafa.

De referir que aquele distrito recebeu da África do Sul, no ano passado, cerca de 2500 animais de diversas espécies bravias.

Relatos populares dão conta que as armas fabricadas naquele distrito eram vendidas cada uma a 5 mil meticais, para os caçadores furtivos locais.

Conta-se que o proprietário, agora em parte incerta, trabalhava sozinho na sua fabriqueta que funcionava longe da sua residência. Acredita-se que esta é a razão que contribuiu na demora da descoberta da sua existência. Tudo era feito a partir de material de sucata.

Neste momento os secretários dos bairros estão a levar a cabo trabalhos de sensibilização junto das comunidades para entregarem voluntariamente as armas.  A iniciativa vem na sequência das informações dadas pela polícia segundo as quais aquele equipamento para além de ter a potência de matar os animais, pode também tirar a vida de pessoas.

O porta-voz da PRM na província de Maputo, Emídio Mabunda, afirmou que há dados relevantes sobre o paradeiro do proprietário da fabriqueta, até agora foragido, e que a corporação está no seu encalço.

 

 

Fornecido por:RM.CO.MZ 2016 ( STOP )

Stopmznews