AUTORIDADES DA EDUCAÇÃO APELAM CALMA AOS PROFESSORES FACE A SUSPENSÃO

AUTORIDADES DA EDUCAÇÃO APELAM CALMA AOS PROFESSORES FACE A SUSPENSÃO DO SUBSÍDIO DO 2º TURNO E HORAS EXTRAS

Inhambane
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Em Inhambane, as autoridades da Educação apelam a calma aos professores face a suspensão do subsídio referente ao segundo turno e horas extraordinárias.

A Directora Provincial de Educação e Desenvolvimento Humano diz que a medida foi tomada para garantir os salários até Dezembro, mês em que também pode reiniciar o pagamento de subsídios.

Josefina Comé falava, esta quinta-feira na Maxixe no primeiro Conselho Coordenador da Direcção provincial de Educação e Desenvolvimento Humano, que junta directores distritais de Educação, administradores, chefes dos postos administrativos e alguns líderes comunitários.

Segundo Directora provincial, o governo tomou esta decisão de modo a garantir que sejam pagos os salários aos funcionários do Estado até Dezembro e caso haja disponibilidade financeira, todos os subsídios não-permanentes suspensos, serão liquidados. 

Para o efeito, recomenda-se as direcções das escolas a registarem todas as despesas não-pagas no exercício económico 2016, de modo a permitir que as mesmas possam ser liquidadas em 2017. 

Josefina Comé disse que face ao cenário da crise financeira, todos são chamados a reforçar as medidas de austeridade.

“Penso que todos vamos acompanhando, todos nós vamos vivendo as limitações orçamentais e as dificuldades no funcionamento. Pedimos a compreensão e a paciência de todos os colegas e gostaria de reiterar que vai-se suspender até que a situação possa se normalizar. É neste momento em que cada moçambicano é chamado a fazer prova da sua moçambicanidade. Vai ser difícil, vamos ter limitações, mas acredito que podemos gerir, aceitarmos que num período não tenhamos os bónus todos de que temos direito”, frisou a Directora Provincial de Educação e Desenvolvimento, em Inhambane, Josefina Comé.

 

 

 

 

Fonte:RM

Reditado para:Noticias Stop 2016