24
Qui., Out.
0 New Articles

PRESIDENTE DA REPÚBLICA EXIGE COMPETITIVIDADE DA HCB NA REGIÃO DA SDAC

PRESIDENTE DA REPÚBLICA EXIGE COMPETITIVIDADE DA HCB NA REGIÃO DA SDAC

Tete
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

O Presidente da República, Filipe Nyusi, considera que o novo programa de modernização tecnológica da Hidroeléctrica de Cahora Bassa, lançado esta segunda-feira, vai aumentar a competitividade da empresa no mercado regional.


O Chefe do Estado, que falava em Songo, província de Tete, referiu que o investimento de mais de quinhentos milhões de euros, nos próximos dez anos, vai possibilitar a produção de energia, sem danos ao ambiente.
Segundo Filipe Nyusi, o investimento vai, igualmente, permitir que equipamentos com mais de quarenta anos de vida útil, alguns dos quais já obsoletos, sejam substituídos por outros de tecnologia de ponta.
O Presidente da República explicou que essas acções têm como objectivo aumentar a competitividade da Hidroeléctrica de Cahora Bassa no mercado regional, através de uma produção e transporte de energia limpa, mais fiável e de maior e melhor qualidade.
Filipe Nyusi, falava esta segunda-feira, em Songo, província de Tete, na cerimónia de celebração dos dez anos de reversão da HCB do Estado português ao moçambicano.
Na ocasião, o Presidente da República anunciou que o governo decidiu abrir a estrutura accionista da Hidroeléctrica de Cahora Bassa aos moçambicanos, no âmbito da inclusão económica e social dos moçambicanos.
Ainda esta segunda-feira, o Presidente da República, Filipe Nyusi, anunciou que o Estado moçambicano já pagou a totalidade da dívida decorrente da reversão da Hidroeléctrica de Cahora Bassa, dezoito meses antes da data prevista para a última prestação.

 

 

 

Fonte:da Redação e Por RM
Reditado para:Noticias do Stop 2017