21
Qua., Nov.
17 New Articles

Segundo analistas legais, é provável que a batalha sobre o veto migratório de Trump acabe relativamente em breve na Corte Suprema

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usará “todos os meios legais a sua disposição” para restaurar o veto migratório aos refugiados e os cidadãos de sete países, bloqueado desde sexta-feira por um juiz federal, garantiu neste domingo o vice-presidente americano, Mike Pence.

“Vamos ganhar esta batalha”, assegurou Pence em uma entrevista à emissora de televisão “Fox News”.

“Seguiremos usando todos os meios legais a nossa disposição para suspender essa ordem (do juiz que bloqueou o veto migratório) e dar os passos necessários para proteger nosso país”, ressaltou o vice-presidente.

Questionado sobre os supostos vínculos de Putin com a morte de jornalistas e dissidentes, Trump convidou os americanos a um exame de consciência

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reiterou neste domingo que “respeita” o seu homólogo russo, Vladimir Putin, e convidou os que o qualificam de “assassino” a moderar essa opinião.

Chefe de estratégia do presidente americano terá, para surpresa de analistas e ex-altos funcionários, assento permanente no Conselho de Segurança Nacional

Steve Bannon, o chefe de estratégia do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se estabeleceu em seus primeiros dias na Casa Branca como o cérebro de um plano político agressivo destinado, segundo suas palavras, a acabar com a “ordem”

A Casa Branca enviou ontem uma apelação contra a suspensão do veto migratório imposto a cidadãos de sete países de maioria muçulmana

A justiça dos EUA rejeitou neste domingo, 5, a apelação do presidente Donald Trump para manter o veto migratório que impede a entrada no país de cidadãos de sete países de maioria muçulmana.

Presidente americano afirmou que quer intermediar negociações de paz entre Moscou e Kiev

O presidente americano, Donald Trump, disse neste sábado ao presidente ucraniano, Petro Poroshenko, que trabalhará com Kiev e Moscou para tentar pôr fim ao banho de sangue na Ucrânia.

Cidadãos dos sete países vetados e refugiados esperam seguir para os EUA enquanto a medida do presidente dos EUA é discutida na Justiça dos EUA

Detentores de vistos de sete países majoritariamente muçulmanos que foram rejeitados pelos Estados Unidos devido à proibição de viagens do presidente Donald Trump esperam seguir para o país por meio de uma janela aberta pela contestação legal à

Protestos contra políticas de Trump, em 04.02.2016

Milhares de pessoas saíram neste sábado às ruas de Nova York para protestar contra o veto migratório de países muçulmanos imposto pelo novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em uma manifestação organizada por grupos de defesa dos

Mais artigos...