Pentágono reconhece mortes de 20 civis no Iraque e na Síria

Ataques aéreos: o reconhecimento eleva a 41 o número de civis mortos no Iraque e na Síria por ataques aéreos americanos

US Canada
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Ataques aéreos americanos contra o grupo Estado Islâmico na Síria e Iraque entre setembro e fevereiro provavelmente causaram a morte de 20 civis, admitiu o Pentágono nesta sexta-feira.

 

"A preponderância das evidências indica que nove ataques americanos no Iraque e na Síria, entre 10 de setembro de 2015 e 2 de fevereiro de 2016, provavelmente resultaram na morte de 20 civis e outros onze civis feridos", afirmaram as autoridades militares americanas em um comunicado.

Os militares usam o termo "provavelmente" como parte do protocolo nesse tipo de anúncio porque nem sempre podem inspecionar os lugares atingidos pelos ataques, mas estão certos das mortes causadas.

O reconhecimento eleva a 41 o número de civis mortos no Iraque e na Síria por ataques aéreos americanos desde que as operações contra o EI começaram em agosto de 2014.

Além disso, um total de 28 civis ficaram feridos, segundo o Pentágono.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fornecido por:AFP 2016 ( Stop.co.mz )

Stopmznews