Portugal declara "extinto" último foco de incêndio

Europe
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

As autoridades portuguesas declararam "extinto" neste sábado o incêndio em Góis, considerado o último foco de uma série de incêndios que atingiram o país na última semana, segundo informações do Jornal de Negócios.


De acordo com o comandante da Defesa Civil, Carlos Tavares, o fogo consumiu mais de 20 mil hectares e foi dado como extinto às 13h (horário local).
Tavares disse que o incêndio começou em Góis e se alastrou por Pampilhosa da Serra e Arganil. O incidente, neste caso, não causou mortes.
Na região central do país, dois grandes incêndios provocaram a morte de 62 pessoas e feriram mais de 200 na última semana, mobilizando mais de 2 mil bombeiros portugueses.

 

 

 

 

 

 

Fonte:da Redação e Por Estadão Conteúdo
Reditado para:Noticias do Stop 2017
Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP