Turquia resgata 57 migrantes em ilhota no Mar Egeu

Migrantes chegam à ilha grega de Lesbos em 2015: Doze dos mais vulneráveis foram resgatados por helicópteros

Europe
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

A Guarda Costeira turca resgatou 57 migrantes que tentavam chegar à Europa através da Grécia e que acabaram presos em uma ilhota no Mar Egeu, informou a imprensa local.

 

Os migrantes tentavam chegar a ilha grega de Lesbos, mas a embarcação em que estavam acabou apresentando problemas após zarpar de Dikili, na província turca de Esmirna, informou a agência de notícias Anatolia. Quando a embarcação parou, ficaram presos numa ilhota rochosa.

Nas fotografias fornecidas pela agência de notícias Anatolia, é possível ver os migrantes, entre eles várias crianças, pedindo ajuda na ilhota.

Doze dos mais vulneráveis, incluindo três crianças, foram resgatados por helicópteros da Guarda Costeira, enquanto os 45 restantes foram recolhidos por barcos de pesca, uma vez que as embarcações maiores da Guarda Costeira não podia chegar perto das rochas.

Em seguida, todos foram levados para o porto de Dikili, acrescentou a agência.

A Turquia, que abriga 2,2 milhões de refugiados da guerra civil síria, tornou-se um trampolim para imigrantes que tentam chegar à Europa, muitos dos quais pagam milhares de dólares a traficantes para a viagem arriscada.

De acordo com a agência da ONU para os refugiados e a Organização Internacional para as Migrações (OIM), mais de um milhão de migrantes e refugiados chegaram à Europa em 2015, principalmente por mar.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fornecido por: AFP/Arquivos, da AFP 2016.( STOP)