Emir do Kuwait vai aos Emirados Árabes mediar crise com Catar

O emir do Kuwait está tentando intermediar a crise diplomática que eclodiu nesta semana, depois de países romperem relações diplomáticas com o Catar

Asia Ocidental
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

O emir do Kuwait, xeque Sabah Ahmed al Sabah, viajou nesta quarta-feira aos Emirados Árabes Unidos para tentar intermediar a crise entre o Catar e os países do Golfo Pérsico que romperam relações com o pequeno emirado.


Al Sabah foi recebido no aeroporto de Dubai pelo vice-presidente e primeiro-ministro dos Emirados Árabes, xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum, e pelo ministro de Relações Exteriores, xeque Abdullah bin Zayed Al Nahyan, informou a agência oficial “WAM”.
A visita ocorreu depois de o emir do Kuwait ter viajado ontem à Arábia Saudita para se reunir com o rei Salman bin Abdul Aziz na cidade de Yeda.
O emir do Kuwait está tentando intermediar a crise diplomática que eclodiu nesta semana, depois de Arábia Saudita, Emirados Árabes, Egito e Bahrein terem anunciado na segunda-feira a ruptura das relações diplomáticas com o Catar.
Posteriormente, embaixadores de governos apoiados pela Arábia, como Iêmen, Líbia, Ilhas Maldivas e Mauritânia, retiraram seus embaixadores de Doha. A Jordânia, além disso, anunciou que reduzirá sua representação diplomática na capital catariana.
Em 2014, o Kuwait já intermediou uma crise similar entre o Catar e seus três vizinhos do Golfo Pérsico.

 

 

 

 

 


Fonte:da Redação e Por EFE
Reditado para:Noticias do Stop 2017
Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP