Rússia expressa forte condenação a ataques em capital iraniana

Funcionário russo enfatizou que os ataques na capital iraniana "demonstram a necessidade de coordenar ações na luta contra o terrorismo"

Asia Setentrional e Central
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

O governo da Rússia condenou taxativamente nesta quarta-feira os ataques ocorridos esta manhã em Teerã, a capital do Irã, nos quais pelo menos 12 pessoas morreram e pediu os esforços da comunidade internacional para coordenar a luta contra o

terrorismo.
“Naturalmente, Moscou condena categoricamente estes atos terroristas”, disse Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin, a veículos de imprensa locais.
O funcionário russo enfatizou que os ataques na capital iraniana “demonstram a necessidade de coordenar ações na luta contra o terrorismo”.
O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou por sua vez que os terroristas não se rendem, apesar dos esforços da comunidade internacional para combatê-los.
“O fato de os terroristas não baixarem a guarda é confirmado praticamente todos os dias, a julgar, por exemplo, pelos atentados em Teerã, cuja autoria foi reivindicada pelo Estado Islâmico”, disse Lavrov após uma reunião com o chanceler espanhol, Alfonso Dastis, em Moscou.
O chefe da diplomacia russa acrescentou que Moscou não questiona o compromisso iraniano com a luta contra o terrorismo.
“Todas as dúvidas sobre isso estão fora de lugar. Nós não temos reclamações a respeito”, afirmou o ministro.
Nesse sentido, Lavrov convidou os amigos “(da Rússia) no mundo islâmico a cerrar fileiras contra uma ameaça comum e que não aprofundem as divisões que só trazem benefícios aos terroristas e enfraquecem a frente de combate ao terrorismo”.

 

 


Fonte:da Redação e Por EFE
Reditado para:Noticias do Stop 2017
Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP