Maioria dos mortos era de tradicional coral

Conselho de Defesa e Segurança crê em falha mecânica ou do piloto

Asia Setentrional e Central
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Entre os 92 mortos no acidente aéreo com o avião Tu-154 no Mar Negro, na Rússia, estavam 64 membros do grupo Alexandrov Ensemble, conjunto militar de dança e música muito famoso e tradicional no país. Eles viajavam para uma apresentação nas

festas de fim de ano na cidade de Latakia, na costa do Mediterrâneo, na Síria, país em que a Rússia atua ao lado do governo local no combate a rebeldes e ao Estado Islâmico.

Um dos símbolos do período socialista, o Alexandrov foi fundado em 1928, na época soviética, pelo general Alexander Alexandrov, professor do Conservatório de Moscou, que liderou o grupo por 18 anos. Mais tarde o coro receberia o nome do seu pioneiro, autor do atual hino russo.

No início, apenas 12 artistas faziam parte do grupo. No fim da década de 1940, já eram cerca de 300. Atualmente 186 integram o coro, que conta com dançarinos, cantores e uma orquestra. Segundo a agência de notícias Interfax, no avião que caiu no Mar Negro não estavam músicos da orquestra.

 

O Alexandrov é o principal e maior grupo entre os que usam o nome de Coral do Exército Vermelho, uma marca da época da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). O posto militar permanece, reconhecidos como o coro oficial das Forças Armadas da Rússia. Mas o grupo tratou de se popularizar com o tempo, adotando um repertório menos formal, onde clássicos do folclore russo como “Kalinka” dividem espaço com músicas do grupo Queen e até hits instantâneos como o Gangnam Style, do cantor sul-coreano Psy e até a cantora Lady Gaga (veja abaixo).

 

 

 

Fonte:BAND

Reditado para:Noticias do Stop 2016

Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP