16
Sáb., Nov.
0 New Articles

Niki Lauda minimiza desobediência em Abu Dhabi e Hamilton

Niki Lauda minimizou ação de Lewis Hamilton em prova em Abu Dhabi

Fórmula 1
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Britânico diminuiu o ritmo da corrida e segurou Rosberg para que Sebastian Vettel (Ferrari) e Max Verstappen (RBR), que vinham logo atrás, não o atrapalhassem na briga pelo título,O britânico Lewis Hamilton não irá sofrer nenhuma sanção da Mercedes

após desobedecer as ordens da equipe no GP de Abu Dhabi, que encerrou a temporada de 2016 da Fórmula 1. Em entrevista ao jornal Daily Mail, o ex-piloto da categoria e atual diretor da escuderia alemã, Niki Lauda, disse que o episódio ficou no passado.

“Não é preciso dizer nada para o Lewis (Hamilton). Nós não temos problemas de como ele pilotou em Abu Dhabi. Vamos finalizar este assunto”, declarou Niki Lauda.

A polêmica se deu após uma controversa atitude do piloto no GP de Abu Dhabi. Na ocasião, o britânico brigava pelo título da temporada da Fórmula 1 com seu companheiro de equipe, Nico Rosberg. Lewis Hamilton liderava a prova e, com isso, necessitava que o alemão, que era o segundo na corrida, ficasse no máximo na quarta colocação para que ele se sagrasse campeão da categoria pela quarta vez em sua carreira.

Com isso, Hamilton diminuiu o ritmo da corrida e segurou Nico Rosberg para que Sebastian Vettel (Ferrari) e Max Verstappen (RBR), que vinham logo atrás, ficassem mais próximos e tivessem a oportunidade de ultrapassá-lo, o que faria com que o inglês ficasse com o título.

Preocupada com o fato de que seus pilotos pudessem perder a prova, a Mercedes chegou a ordenar pelo rádio para que Hamilton apertasse o ritmo, porém, não foi atendida pelo inglês, que segurou o companheiro alemão até a última volta da corrida.

Na ocasião, a atitude deixou o clima nos boxes da Mercedes conturbado e Hamilton chegou a ser criticado até por Sebastian Vettel, que o acusou de “jogo sujo”. No final, porém, Nico Rosberg conseguiu segurar a segunda posição e faturou o título da temporada de 2016 da Fórmula 1, deixando Lewis Hamilton com o vice-campeonato.

Em um primeiro momento, o chefe da Mercedes, Toto Wolff, afirmou que não iria tolerar a atitude, da qual julgou como “anarquia”. No entanto, a postura da escuderia mudou após o surpreendente pedido de aposentadoria feito por Nico Rosberg na última semana.

 

 

 

 

Fonte:GAZETA PRESS

Reditado para:Noticias Stop 2016

Fotografias:Getty Images / Reuters /EFE

Stopmznews