Médicos realizam primeiro transplante de pênis dos EUA

Transplante: é a segunda operação deste tipo que é realizada com sucesso no mundo, a primeira ocorreu em 2014, na África do Sul

Bio & Medicina
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Washington - Cirurgiões do Hospital Geral de Massachusetts, em Boston, anunciaram nesta segunda-feira a realização do primeiro transplante de pênis nos Estados Unidos, em um paciente que perdeu o órgão devido a um tumor.

 

É a segunda operação deste tipo que é realizada com sucesso no mundo. A primeira ocorreu em 2014, na África do Sul. Em 2006, houve uma tentativa de transplante de pênis na China, mas o órgão teve que ser extraído pelos médicos.

Na cirurgia realizada hoje, Thomas Manning, de 64 anos, recebeu o transplante de um doador morto após 15 horas de operação, comandada pelo urologista Dickens Ko.

Em entrevista coletiva, Ko indicou que intenção primordial da cirurgia não era manter a função reprodutiva do órgão, apesar de o paciente poder recuperá-la em várias semanas ou meses.

O cirurgião Curtis Cerulo, um dos integrantes da equipe que operou Manning, indicou que o paciente poderá urinar normalmente em algumas semanas.

Os médicos também destacaram que a resposta do paciente ao tratamento com imunodepressores será essencial para evitar a rejeição do órgão.

Ko afirmou que o paciente, que foi operado no início da semana passada, está animado e com forças, o que dá sinais de otimismo a longo prazo.

A cirurgia é fruto de três anos de planejamento, especialmente para realizar o complicado processo de reconstrução vascular e de capilares sanguíneos.

Manning perdeu seu pênis como consequência de um câncer e luta para evitar a extensão da doença para outros órgãos.

 

 

 

 

Fonte:EFE

Reditado por: Stop Noticias 2016

Tópicos:Boston, Ásia, China, Estados Unidos, Países ricos, Hospitais

Fotografias: Getty Images