15
Seg., Jul.
0 New Articles

OMS anuncia 50 casos de febre hemorrágica no Sudão do Sul

Setentrional
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Juba - A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta sexta-feira da detecção de 50 casos de febre hemorrágica viral no noroeste do Sudão do Sul entre dezembro passado e o presente mês de maio, dos quais dez morreram.

 

Em comunicado, a OMS explicou que a maioria dos contagiados são jovens menores de 20 anos originais das regiões de Ueil do Norte e Ueil do Oeste, situadas na região sudanesa de Darfur.

As febres hemorrágicas se caracterizam pelo começo súbito de febre, dores de cabeça, mialgias generalizadas, dores nas costas, conjuntivite e prostração severa, seguidos por diversos sintomas hemorrágicos.

As 33 mostras examinadas em laboratórios estrangeiros deram um resultado negativo de febre amarela, febre de Marburg e zika, segundo a OMS.

As autoridades sul-sudanesas realizaram uma investigação no terreno para se assegurar de novos contágios de febre hemorrágica e para divulgar à comunidade local essa patologia e seus sintomas.

A última morte devido a essa doença foi registrada no dia 28 de fevereiro passado no estado de Bahr al Gazal do Norte.

A OMS anunciou que era provável que o vírus tenha chegado ao Sudão do Sul desde Darfur através da passagem não registrada de pessoas.

Apesar disso, a nota recomendou não restringir o movimento de pessoas e de mercadorias entre o país e seu vizinho do norte, Sudão.

 

 

 

 

 

Fonte:EFE

Reditado por: Stop Noticias 2016

Tópicos:Doenças, Epidemias, OMS, Sudão do Sul

Fotografias: Getty Images