Desabamento no Quênia deixa 8 mortos e dezenas de feridos

Oriental
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Nairóbi - Pelo menos oito pessoas morreram e dezenas ficaram feridas devido ao desabamento de um edifício de seis andares em Nairóbi, capital do Quênia, em meio às fortes chuvas que caíram na cidade nas últimas horas.

 

As equipes de emergência já resgataram 130 pessoas, mas não se sabe quantas ainda podem estar soterradas, por isso não se descarta que o número de vítimas aumente nas próximas horas.

O edifício residencial veio abaixo na noite de ontem no bairro de Huruma, no nordeste da capital queniana, um dos mais castigados pelo temporal.

O presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, foi ao local do incidente e pediu à polícia que detenha o proprietário do edifício, que segundo fontes do governo não tinha autorização da prefeitura para ser construído.

O chefe de operações de emergência da Cruz Vermelha, Mahdi Mohammed, explicou que os trabalhos de resgate são difíceis porque não podem ser utilizados equipamentos pesados como retroescavadeiras.

"Se forem usados, os escombros podem desmoronar, e é preciso ter muito cuidado", explicou.

Além disso, equipes de resgate contaram que viveram momentos "caóticos", já que o acesso à região do edifício era muito complicado por causa de inundações.

As famílias que viviam no prédio e em casas próximas foram abrigadas em uma escola.

Segundo a imprensa local, 15 pessoas morreram nas últimas horas em Nairóbi - incluindo as oito que estavam no edifício - devido às intensas chuvas.

Ontem à noite, a Cruz Vermelha retirou cerca de 1.000 pessoas em Mathare e Mukuru, dois bairros pobres de Nairóbi cujas casas e barracos estavam em risco de desabamento.

 

 

Atualizada às 09h45.

 

 

 

Fornecido por:EFE 2016 ( Stop.co.mz )