O morador informou que o bairro da Camuxiba, principalmente os sectores mais afectados pelas calemas

Os habitantes da Camuxiba, cujas casas agora se encontram mais à beira do mar, vivem apreensivos, em virtude das calemas que se embatem contra seus lares. 

Stopmznews

Os factos na base do litígio obrigam a um recuo de mais de 30 anos

O processo começou no tempo em que o escudo ainda era a moeda portuguesa. Na altura, Março de 1993, Lucília Cruz reclamava oito mil contos à Embaixada de Angola em Lisboa, montante hoje equivalente a 40 mil euros. 

Stopmznews

Os partidos políticos sem assento parlamentar em Angola dizem que continuam a navegar num amplo mar de dificuldades

Para Mário Pinto de Andrade, um país como Angola não deve ter 90 partidos políticos. Para o analista politico, os partidos devem ser aqueles que conseguem eleitores e são representados no parlamento.

Stopmznews

No caso da Centro Cerro estão em causa despachos assinados pelo Presidente angolano

A construtora Centro Cerro, com actividade em Portugal e Angola, é uma das empresas que viram o Governo angolano fazer adendas a contratos para obras públicas, convertendo o investimento à taxa de câmbio de 2014, data das propostas.

Stopmznews

Actualmente, os diamantes têm um peso no PIB que anda à volta dos 2,5 por cento e uma participação de 120 milhões de dólares em impostos para o Estado

A prospecção de diamantes é alargada à província de Malanje, em regime semi-industrial, com três cooperativas de mineiros artesanais autorizadas a explorar mais de 410 quilómetros quadrados, de acordo com autorizações do Ministério da Geologia e

Stopmznews

Numa altura em que se fala tanto da diversificação da economia

As grandes e pequenas superfícies comerciais podem ficar sem produtos nacionais se continuarem a não cumprir com os prazos de pagamentos. O alerta vem dos fazendeiros que se queixam de não verem a cor do dinheiro ou de receberem com atrasos

Stopmznews

De acordo com um comunicado de imprensa daquele órgão,

A Polícia Nacional desmentiu  domingo, em Luanda, um documento que está a circular nas redes sociais sobre "procedimentos dos agentes em serviços nas barreiras" cujo último ponto faz referência que é "proibido interpelar viaturas dirigidas pelos

Stopmznews

Mais artigos...