Vice-presidente da República realça família como núcleo básico da sociedade

Em representação do Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos

Angola
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

O vice-presidente da República, Manuel Domingos Vicente, disse nesta terça-feira, em Luanda, que o governo angolano está ciente de que a satisfação das necessidades dos cidadãos passa pela resolução dos problemas fundamentais da família como núcleo

básico da sociedade.

Em representação do Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, o responsável fez este pronunciamento na abertura da 17ª Assembleia Plenária dos Bispos do Simpósio das Conferências Episcopais de África e Madagáscar (SECAM), que decorrere até o dia 24 de Julho, na capital angolana, sob o lema “A família em África, ontem, hoje e amanhã: à luz do evangelho”.

Reconheceu que a família tem vindo a sofrer mudanças sobre o impacto da transformação das sociedades que os governos consagram, quer por via legislativas, quer de medidas de políticas, a fim de adaptar e estruturar em função das novas realidades.

“Por essa razão, as políticas públicas do governo que estão a ser implementadas através dos diferentes programas sociais nos domínios da saúde, do combate à pobreza, da educação, da segurança social, da habitação, da assistência social dos antigos combatentes, entre outras, visam proteger, assegurar e promover o bem-estar das famílias, em particular das mais carenciadas”, precisou.

O vice-presidente da República defendeu que a família deve usufruir dos direitos consagrados na Constituição e dispor também dos bens necessários para sobreviver e garantir a sua estabilidade económica, social, emocional e psicológica.

O encontro, que está a ser orientado pelo arcebispo do Lubango e presidente do SECAM, Dom Gabriel Mbilingi, tem o seu encerramento previsto para sábado.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte:Angonoticias

Reditado para:Noticias Stop 2016

Stopmznews