Combate à pirataria discutido em Roma

É a segunda vez que João Lourenço se desloca à Itália em menos de dois anos, desde que foi nomeado para o cargo de ministro Defesa Nacional.

Angola
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

O ministro da Defesa Nacional, João Lourenço, inicia hoje uma visita oficial quatro dias a Itália, a convite da sua homóloga italiana, Roberta Pinotti, anunciou em comunicado o Ministério da Defesa Nacional. A agenda de trabalhos do ministro João Lourenço

prevê um encontro entre as delegações dos dois países, encabeçadas pelos respectivos titulares da Defesa, na qual são discutidos temas como “A pirataria e as medidas para o seu combate” e “As medidas anti-terrorristas”. Está igualmente prevista uma visita ao Comando da Esquadra Naval local.

A cooperação no sector da Defesa entre os dois países ganhou um novo impulso com a troca de visitas ao mais alto nível depois do acordo assinado em 2013. Para o actual vigor das relações bilaterais foi também determinante a visita do primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, a Angola, em Julho de 2014, retribuída um ano depois pelo Presidente José Eduardo dos Santos.

Em Setembro de 2015, delegações dos ministérios da Defesa de Angola e da Itália reuniram-se em Luanda para analisarem questões de interesse comum, tendo o encontro culminado com a assinatura de uma acta, documento que cria as condições para o reforço da cooperação. Neste domínio, Angola, tem como uma das prioridades o sector da Marinha de Guerra, para garantir a segurança da costa angolana e, de uma forma geral, da região do Golfo da Guiné. 

É  a segunda vez que João Lourenço se desloca à Itália em menos de dois anos, desde que foi nomeado para o cargo de ministro Defesa Nacional. Na visita realizada em Novembro de 2014, João Lourenço e Roberta Pinotti passaram em revista o estado da cooperação, à luz dos acordos assinados nas áreas da Defesa, Segurança e Formação militar.

João Lourenço visitou as sedes das empresas Selex e Angelo Investments, especializadas em tecnologia aeronáutica. 

O Governo italiano tem manifestado interesse em intensificar a cooperação com Angola no capítulo da Defesa. Parceiros de longa data, a Itália foi o primeiro país da Europa Ocidental a reconhecer a Independência de Angola, no dia 18 de Fevereiro de 1976, e a 4 de Junho do mesmo ano foram estabelecidas relações diplomáticas entre os dois Estados. 

As relações de cooperação tiveram início em 1977, com a assinatura de um Memorando que institui a Comissão Bilateral, então Comissão Mista de Cooperação, a que se seguiram vários outros instrumentos jurídicos.

 

 

 

 

Fonte:Angonoticias

Reditado por: Stop Noticias 2016

Stopmznews