06
Sáb., Jun.
0 New Articles

Polícia angolana investiga a morte de cidadão português em Luanda

Polícia angolana investiga a morte de cidadão português em Luanda

Angola
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

A polícia angolana está a investigar a morte de um cidadão português, assassinado no município de Cacuaco, Angola, durante um assalto à sua residência, informou hoje o porta-voz da polícia em Luanda. Em declarações à agência Lusa, o inspector-chefe

Mateus Rodrigues confirmou a morte, mas a polícia está ainda a investigar as circunstâncias em que terá ocorrido o crime.

"Estamos a investigar e tão logo tenhamos mais informações viremos a público informar", referiu Mateus Rodrigues. Contactada pela Lusa, fonte consular da embaixada portuguesa em Angola informou que a morte terá ocorrido na noite de terça para quarta-feira, quando cinco homens assaltaram o apartamento onde vivia António Guerra, de 56 anos, no bairro dos Pescadores.

Segundo a fonte, foi uma morte violenta, provavelmente por ter reagido ao assalto, em que foram roubados alguns equipamentos electrónicos, como telemóveis, tablets, entre outros. António Guerra estava inscrito no consulado desde 2012, era natural de Cascais, casado e com cinco filhos.

O consulado está em contacto com a empresa em que trabalhava, um aviário em Luanda, para a transladação do corpo. "Ele vivia com uma senhora angolana, mas nós estamos em contacto com a família em Portugal, um filho, e o desejo da família é que o senhor seja enterrado em Portugal", referiu a fonte.

"Neste momento o cadáver está na morgue de Cacuaco e estamos em contacto estreito tanto com a polícia, para tentar apurar sobre o que aconteceu concretamente e se eventualmente terão já sido apanhados os criminosos, e com a empresa para a transladação do corpo", acrescentou a fonte.

 

 

 

 

Fornecido por:Angonoticias 2016 ( Stop.co.mz )

Stopmznews